Mercado fechado

Facebook Gaming cresce 210% ao bater de frente com Twitch e YouTube

Nathan Vieira

Não são apenas as plataformas de streaming de séries e filmes, como Netflix e Amazon Prime, que estão vivenciando uma guerra: a competitividade também está a todo vapor para as plataformas de transmissão ao vivo de games, e com isso em mente, o Facebook Gaming está tendo o crescimento mais notável. Acontece que as transmissões tiveram um grande aumento (210%) nas horas assistidas entre dezembro de 2018 e dezembro de 2019. A plataforma também cresceu em várias outras métricas importantes, de acordo com dados de StreamElements e Arsenal.gg. O serviço de vídeo também viu o número médio de espectadores por hora transmitido subir 78%.

Esse salto ocorre porque o Facebook Gaming trouxe algumas novos streamers. Em novembro, assinou com Jeremy Wang, e em dezembro, fez um acordo com a influenciadora Corina Kopf. Mas o aumento também acontece porque os criadores existentes do Facebook começaram a usar o serviço de forma mais consistente. "Entre as descobertas mais significativas, está o modo como o Facebook Gaming está com sua participação de mercado passando de aproximadamente 3% a 9% ano a ano", disse Doron Nir, CEO da StreamElements. “Isso tinha menos a ver com o crescimento de sua base geral de streamers e mais com as pessoas assistindo muito mais a streamers renomados. Se eles mantiverem esse ímpeto em 2020, sua trajetória acabará por torná-los um verdadeiro concorrente entre as principais plataformas".

E por falar nessa concorrência, o Facebook Gaming não é a única plataforma crescente de transmissão ao vivo almejando a ascensão. O YouTube Gaming, Mixer e Twitch cresceram ano após ano em termos de horas assistidas. No geral, as horas assistidas nos quatro principais sites cresceram 12%, de 1,07 bilhão para 1,19 bilhão.

O Facebook Gaming está crescendo rápido, mas o Twitch ainda está enfrentando a concorrência. O crescimento da participação de mercado do Facebook Gaming tem que vir de algum lugar, afinal. A boa notícia para o YouTube Gaming e para o Mixer é que isso não acontece às custas deles. Ambos viram sua participação no mercado de horas observada crescer ano após ano. O Twitch, no entanto, caiu de 67,1% para 61%. Mas enquanto o Twitch está com menos participação de mercado, suas horas assistidas ainda estão altas em dezembro. Outras plataformas estão se estabelecendo trazendo talentos conhecidos e atraindo novos públicos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: