Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.893,32
    -1.682,15 (-1,52%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.778,87
    +104,57 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,22
    -0,12 (-0,26%)
     
  • OURO

    1.782,00
    +1,10 (+0,06%)
     
  • BTC-USD

    19.536,92
    +19,65 (+0,10%)
     
  • CMC Crypto 200

    382,09
    +17,50 (+4,80%)
     
  • S&P500

    3.621,63
    -16,72 (-0,46%)
     
  • DOW JONES

    29.638,64
    -271,73 (-0,91%)
     
  • FTSE

    6.266,19
    -101,39 (-1,59%)
     
  • HANG SENG

    26.341,49
    -553,19 (-2,06%)
     
  • NIKKEI

    26.433,62
    0,00 (0,00%)
     
  • NASDAQ

    12.354,25
    +77,25 (+0,63%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3612
    -0,0134 (-0,21%)
     

Facebook facilita reivindicação de direitos autorais em imagens e vídeos

Natalie Rosa
·1 minuto de leitura

Criadores de conteúdo terão alguns obstáculos a mais na hora de fazer suas publicações no Facebook e no Instagram, enquanto outros terão a oportunidade de lucrar mais com as postagens. De acordo com comunicado oficial da empresa de Mark Zuckerberg, nesta segunda-feira (16), administradores de páginas em ambas as redes sociais poderão enviar à companhia imagens e vídeos para a proteção de direitos.

A iniciativa faz parte de uma medida de expansão do projeto Rights Manager, uma ferramenta de gerenciamento e proteção de conteúdo com direitos autorais, trazendo mais oportunidades para que marcas e criadores façam a solicitação de remoção de imagens e vídeos que os pertençam, conforme registrado previamente. Haverá ainda a opção de escolher pela monetização pelo uso de seu conteúdo, caso esteja sendo exibido com anúncios.

<em>Imagem: Divulgação/Facebook</em>
Imagem: Divulgação/Facebook

"Adicionamos uma nova visualização de filtros para a identificação de correspondências monetizáveis, além de incluir melhores orientações sobre como capturar oportunidades de monetização, relatórios exportáveis de receita e a capacidade de coletar ganhos com anúncios", explica o Facebook.

A novidade deve trazer mais flexibilidade e controle sobre o conteúdo que é publicado nas redes sociais, facilitando ainda mais os pedidos de remoção e garantindo a segurança das propriedades dos usuários. Além disso, outros usuários podem começar a ter mais cuidado na hora de escolher o que irá ilustrar a sua publicação. Criadores de conteúdo ou marcas que quiserem começar a fazer o controle já podem se cadastrar na página oficial do recurso.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: