Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.296,18
    -1.438,83 (-1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.889,66
    -130,39 (-0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,98
    +1,48 (+1,79%)
     
  • OURO

    1.793,10
    +11,20 (+0,63%)
     
  • BTC-USD

    61.248,82
    +74,52 (+0,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,34
    -49,69 (-3,31%)
     
  • S&P500

    4.544,90
    -4,88 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.677,02
    +73,94 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,40 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.804,85
    +96,27 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    15.324,00
    -154,75 (-1,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5808
    -0,0002 (-0,00%)
     

Facebook explica quais conteúdos são flopados no feed e como não ser penalizado

·3 minuto de leitura

Um dos documentos mais importantes do Facebook são os Padrões da Comunidade, que detalham quais conteúdos são removidos da plataforma. Hoje, contudo, a rede social publicou as chamadas Diretrizes de Distribuição de Conteúdo do Facebook, cujo objetivo é esclarecer sobre a forma como os posts são exibidos no site.

A ideia é detalhar qual conteúdo tem distribuição reduzida no Feed de Notícias por ser problemático ou apresentar baixa qualidade. A rede social reforça que a maioria dessas diretrizes já foram mencionadas em situações anteriores, mas o novo documento centraliza, resume e torna mais acessível para o usuário.

Conteúdos distribuídos no Feed de Notícias são impactados por boas práticas ou atitudes indevidas (Imagem: Reprodução/Facebook)
Conteúdos distribuídos no Feed de Notícias são impactados por boas práticas ou atitudes indevidas (Imagem: Reprodução/Facebook)

Em local estratégico, as Diretrizes de Distribuição de Conteúdo ficarão dentro da Central de Transparência, uma área criada pela plataforma social para esclarecer as pessoas sobre todas as atividades. Trata-se de um esforço para evitar as acusações de manipulação de dados, exclusão de perfis e remoção indevida de conteúdo.

O que prejudicac o alcance de um post?

Conforme a rede de Mark Zuckerberg, as mudanças aplicadas constantemente ao Feed de Notícias têm o propósito de coibir a divulgação de conteúdos problemáticos e consideram o feedback dos próprios usuários, além de especialistas externos. Somente nos últimos anos, mais de 100 parceiros de diversas áreas foram consultados para contribuir ao objetivo de fortalecer post de qualidade.

Existem três razões principais pelas quais o Facebook reduz a distribuição:

  • Como resposta ao feedback direto das pessoas: após receber a opinião das pessoas sobre o que gostam ou não de ver, o algoritmo passa a dar maior prioridade a coisas positivas e reduzir o alcance de temas negativos.

  • Como incentivo para conteúdo preciso e de alta qualidade: a ideia é sempre entregar conteúdos bem produzidos, de fontes confiáveis e geram interesse verídico nas pessoas, por isso tudo que for de qualidade duvidosa será "flopado".

  • Para promover uma comunidade mais segura: certos tipos de conteúdo, embora possam ser bem produzidos e ter público cativo, tem impacto negativo na rede social, como promoção da violência, fake news ou discursos de ódio.

Exemplos de conteúdos e práticas que "flopam" posts

O Facebook fez uma listagem bem taxativa de práticas que não devem ser repetidas se a intenção da pessoa é ter conteúdo de conteúdo para engajar. Essas são as práticas a serem evitadas:

  • Ad Farms (para gerar dinheiro com visualizações)

  • Links de isca de cliques (os famigerados "click baits"

  • Comentários com probabilidade de serem denunciados ou ocultados

  • Comentários coordenados

  • Isca de engajamento

  • Links para domínios com suspeita de ocultação

  • Links para sites que exigem dados desnecessários do usuário

  • Experiências de navegação de baixa qualidade

  • Comentários de baixa qualidade

  • Eventos de baixa qualidade

  • Vídeos de baixa qualidade

  • Páginas suspeitas de espalhar spam

  • Conteúdo sensacionalista ligado à saúde e publicações comerciais de saúde

  • Domínios com conteúdo original limitado

  • Desinformação com verificação de fatos

  • Compartilhamento inautêntico

  • Links para domínios e Páginas com muito “Click-Gap”

  • Artigos jornalísticos que carecem de autoria transparente

  • Conteúdo proveniente de publishers de notícias altamente desacreditados

  • Publicações de Páginas que inflam a própria distribuição de maneira artificial

  • Publicações de pessoas que fazem compartilhamentos excessivos em grupos

  • Artigos jornalísticos não originais

  • Conteúdo limítrofe para os Padrões da Comunidade

  • Conteúdo em possível violação dos nossos Padrões da Comunidade

  • Conteúdo publicado por violadores reincidentes de nossas políticas

  • Links para páginas de destino que contêm conteúdo sexual e/ou chocante

  • Publicações de pessoas que provavelmente têm várias contas

  • Publicações que apontam para efeito viral suspeito

  • Reportagens inadequadas sobre suicídios

Segundo a companhia, essas diretrizes mudam constantemente e a ideia é que isso ajude as pessoas a esterem sempre informadas sobre como a rede trata conteúdos vistos como problemáticos. Para não sofrer as consequências, basta seguir os Padrões da Comunidade e só entregar conteúdos alinhados à expectativa.

As Diretrizes de Distribuição de Conteúdo já estão em vigor a partir hoje (23) em nível global e com adaptações para determinados locais. Interessados podem acessá-la diretamente no site do Facebook e também dar uma olhada na guia "Qualidade da Página", que pode ajudar os criadores a terem páginas melhor estruturadas para alavancar o sucesso.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos