Mercado abrirá em 6 h 8 min

Facebook e Messenger receberão comunidades estilo Discord

O CEO da Meta, Mark Zuckerberg, anunciou o lançamento de um recurso para aprimorar os grupos do Messenger e do Facebook. Em seu perfil oficial, o executivo falou sobre os Community Chats (Chats da Comunidade, em português), que permitirão organizar grandes grupos de bate-papo em categorias.

A ideia é possibilitar a criação de várias guias para tratar sobre assuntos diversos em tempo real, inclusive com canais de áudio e vídeo. Os chats terão salas exclusivas para administradores, murais de avisos, locais para eventos e conteúdos acessíveis mediante autorização prévia.

O estilo proposto lembra bastante o Discord e o Slack, com a alternância facilitada entre os canais e possibilidade de acompanhar várias conversas ao mesmo tempo. “Estamos criando os 'Chats da comunidade' como uma nova maneira de se conectar com pessoas que compartilham seus interesses”, explicou Zuckerberg.

Comunidades dentro dos bate-papos

Os bate-papos temáticos devem ser integrados aos grupos do Facebook e Messenger já existentes, porém com um enfoque para algo ainda mais particular. Suponha que você está no grupo do Canaltech, mas quer saber especificamente sobre o iOS 16: uma conversa específica sobre o sistema poderá ser criada.

Você poderá criar pequenos bate-papos dentro de temáticas maiores (Imagem: Reprodução/Meta)
Você poderá criar pequenos bate-papos dentro de temáticas maiores (Imagem: Reprodução/Meta)

Por reunir pessoas desconhecidas e ter a pretensão de reunir muita gente diferente, a Meta preocupou-se em adicionar ferramentas de moderação para os administradores colocarem ordem no recinto. Eles poderão apagar mensagens, bloquearem conteúdos, silenciarem membros ou até banir usuários — será possível até automatizar regras para facilitar a moderação, como silenciar quem faz SPAM ou suspender quem escrever palavrões.

O recurso começou a ser testado agora e será distribuído gradualmente para os grupos nas próximas semanas. Ainda não está claro se a mudança chegará ao Brasil de imediato ou se levará mais algum tempo.

Esta não é a primeira tentativa da companhia de deixar o Messenger mais parecido com o Discord e o Slack. Em março desse ano, o app ganhou suporte ao recurso @everyone (@todos) para enviar uma notificação para todos os participantes de uma conversa. Em outro momento, a plataforma adicionou o comando /silent (/silenciar) para enviar uma mensagem sem notificar o usuário.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: