Mercado abrirá em 8 h 23 min
  • BOVESPA

    106.924,18
    +1.236,18 (+1,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.579,90
    +270,60 (+0,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,83
    -1,66 (-1,50%)
     
  • OURO

    1.808,00
    -0,20 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    30.281,50
    +625,36 (+2,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    680,20
    -0,90 (-0,13%)
     
  • S&P500

    4.023,89
    +93,81 (+2,39%)
     
  • DOW JONES

    32.196,66
    +466,36 (+1,47%)
     
  • FTSE

    7.418,15
    +184,81 (+2,55%)
     
  • HANG SENG

    19.825,12
    -73,65 (-0,37%)
     
  • NIKKEI

    26.536,21
    +108,56 (+0,41%)
     
  • NASDAQ

    12.313,50
    -69,25 (-0,56%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2514
    -0,0077 (-0,15%)
     

Facebook desiste de plataforma de podcast

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
O Facebook começou a desenvolver soluções de áudio quando a rede social Clubhouse estourou (Getty Image)
O Facebook começou a desenvolver soluções de áudio quando a rede social Clubhouse estourou (Getty Image)
  • Facebook desistiu da funcionalidade menos de um ano após incorporá-la;

  • A ideia era concorrer com o Clubhouse na época em que a plataforma fez sucesso;

  • Grandes corporações têm apostado na compra de recursos para podcasts.

Menos de um ano após criar a plataforma de podcast, o Facebook decidiu acabar com a funcionalidade. Informações do site Bloomberg News apontam que novos programas não poderão ser enviados já a partir desta semana. O encerramento oficial da plataforma deve acontece dia 3 de junho.

Aparentemente, todos os recursos de áudio desenvolvidos pela rede social para tentar concorrer com o Clubhouse foram encerrados. No entanto, as salas de transmissão ao vivo serão integradas ao Facebook Live. A empresa também está fechando os hubs Soundbites e Audio, integrando o seu recurso Live Audio Rooms de transmissão ao vivo num pacote mais amplo.

Como funciona o game?

Disputa pelo mercado de áudio movimentou grandes nomes do mercado

A plataforma de Mark Zuckerberg começou a desenvolver soluções de áudio quando a rede social Clubhouse estourou, no início do ano passado. Na época, outras redes sociais, como Instagram, LinkedIn e Twitter passaram a investir no segmento. Contudo, o formato não fez sucesso dentro das redes já consolidadas.

A notícia não surpreende. Ultimamente, o mercado de áudio estava sobrecarregado com grandes players, como Amazon, comprando redes de podcast.

"Após um ano de aprendizado e interação com experiências de áudio em primeiro lugar, decidimos simplificar nosso conjunto de ferramentas de áudio no Facebook", explicou Adelaide Coronado, porta-voz da companhia, em entrevista ao The Verge.

Adelaide também afirmou que o Facebook está “constantemente avaliando os recursos que oferece para poder se concentrar nas experiências mais significativas”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos