Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.232,74
    +1.308,56 (+1,22%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.563,98
    +984,08 (+1,98%)
     
  • PETROLEO CRU

    114,62
    +0,42 (+0,37%)
     
  • OURO

    1.823,90
    +9,90 (+0,55%)
     
  • BTC-USD

    29.894,88
    -839,99 (-2,73%)
     
  • CMC Crypto 200

    669,91
    +427,23 (+176,05%)
     
  • S&P500

    4.008,01
    -15,88 (-0,39%)
     
  • DOW JONES

    32.223,42
    +26,76 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.464,80
    +46,65 (+0,63%)
     
  • HANG SENG

    20.193,60
    +243,39 (+1,22%)
     
  • NIKKEI

    26.568,61
    +21,56 (+0,08%)
     
  • NASDAQ

    12.301,00
    +56,25 (+0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2684
    -0,0121 (-0,23%)
     

Fabricantes de máscara comemoram fim de emergência sanitária

·1 min de leitura
**Arquivo**Brasília, DF - 18/04/2022 - O ministro da Saúde Marcelo Queiroga concede coletiva para detalhar o fim do estado de emergência em saúde pública de importância (Espin). Na foto, Marcelo Queiroga. (FOTO: Antonio Molina/Folhapress)
**Arquivo**Brasília, DF - 18/04/2022 - O ministro da Saúde Marcelo Queiroga concede coletiva para detalhar o fim do estado de emergência em saúde pública de importância (Espin). Na foto, Marcelo Queiroga. (FOTO: Antonio Molina/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Fabricantes brasileiros de máscaras PFF2 comemoraram o fim da emergência sanitária anunciado pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, no domingo (17).

Segundo a indústria, que tem visto a demanda pelo produto cair no Brasil após a flexibilização, parte da produção deve ser escoada para o exterior.

"Tem procura grande de fora, mas não podíamos atender por causa da restrição", diz Raul Casanova, diretor da Animaseg (que reúne a indústria de segurança do trabalho).

A exportação de insumos usados no enfrentamento da Covid, como as máscaras, foi restringida pela Espin (Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional) no início da pandemia.

"Agora a pandemia está recuando e, obviamente, a procura externa diminui também. Mas vai ser uma oportunidade para nós porque tem outros países buscando alternativas de fornecedores", diz Raul Casanova.

Segundo ele, a indústria nacional de máscaras quer expandir seus negócios para os Estados Unidos e a Europa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos