Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.095,53
    +537,86 (+0,50%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.056,27
    +137,99 (+0,27%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,55
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.783,60
    -1,90 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    50.388,79
    -211,22 (-0,42%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.318,45
    +13,33 (+1,02%)
     
  • S&P500

    4.701,21
    +14,46 (+0,31%)
     
  • DOW JONES

    35.754,75
    +35,32 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.337,05
    -2,85 (-0,04%)
     
  • HANG SENG

    24.168,41
    +171,54 (+0,71%)
     
  • NIKKEI

    28.847,16
    -13,46 (-0,05%)
     
  • NASDAQ

    16.384,00
    -8,25 (-0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2771
    +0,0030 (+0,05%)
     

Fabricante de carros elétricos faz estreia arrasadora na Bolsa de Nova York

·1 min de leitura
A Rivian foi fundada em 2009 por Robert Sacaringe, um apaixonado por carros que quis terminar seus estudos para se concentrar em meios de transporte menos poluentes (AFP/David Becker)

A companhia de carros SUV, pick-ups e caminhonetes elétricas Rivian estreou nesta quarta-feira (10) em Wall Street, onde alcançou rapidamente uma capitalização de mais de 100 bilhões de dólares.

Esse valor supera o de tradicionais fabricantes automotivos, como Ford (US$ 78 bilhões) e General Motors (US$ 86 bilhões), apesar de a Rivian ter acabado de lançar seus primeiros veículos.

O preço inicial de cotação das ações da Rivian foi estabelecido na noite de terça-feira em 78 dólares por unidade, superando assim o intervalo de entre 57 e 62 dólares que havia sido estimado há cerca de dez dias. Diante da forte demanda pelos papéis da companhia, esta elevou na terça-feira a quantidade de ativos que seriam emitidos.

Contudo, isso não bastou para saciar a sede do mercado e a cotação se valorizou em mais de 50% no início das negociações em Wall Street. Cerca de três horas depois, a ação valia 108,79 dólares, o que representava uma capitalização de 108 bilhões de dólares.

A empresa foi fundada em 2009 por Robert Sacaringe, um aficionado por carros que quis terminar seus estudos para se concentrar em meios de transporte menos poluentes.

Aos 38 anos, pensava inicialmente no desenvolvimento de um modelo de carro esportivo, mas, em 2012, fez uma mudança em seus planos ao considerar que veículos maiores teriam maior impacto no meio ambiente.

Sacaringe também conseguiu convencer grandes empresas a acompanhá-lo em seus planos. Entre essas companhias está a própria Ford, que deve ficar com 13% das ações da Rivian após sua estreia na bolsa.

A Rivian também conseguiu uma parceria com a Amazon, que encomendou 100 mil caminhonetes para 2030 e deverá adquirir em torno de 19% das ações da empresa após a transação.

jum/tu/gm/yow/rpr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos