Mercado abrirá em 1 h 24 min

Fabrício Bloisi, fundador da Movile, assume presidência do aplicativo iFood

Gustavo Brigatto

Ele substitui Carlos Moyses, fundador da companhia, que passa a atuar como vice-presidente corporativo O fundador e presidente da Movile, Fabrício Bloisi, assumiu como presidente do aplicativo de entrega de comida iFood. Ele substitui Carlos Moyses, que passa a atuar como vice-presidente corporativo, passando a responder pela expansão do serviço na América Latina.

Fabrício Bloisi assume como presidente do iFood

Silvia Costanti/Valor

O aplicativo tem operações na Colômbia e no México. Moyses se juntou ao iFood em 2014 quando a Just Eat fez um aporte na companhia e fez a fusão de sua operação local, onde Moyses trabalhava.

"Com o alto crescimento e investimentos no iFood, começamos há alguns meses uma mudança nos papéis dentro da organização. Com isso, passamos a atuar de forma mais assertiva no Brasil, consolidando o nosso protagonismo, ao mesmo tempo que utilizaremos a experiência do Carlos para buscar a liderança em outros países onde já temos presença", disse Bloisi, em comunicado. De acordo com a empresa, o executivo, que acumulará o comando do iFood com a presidência da Movile, vinha trabalhando junto a Moyses na transição há seis meses.

O iFood Brasil encerrou o mês de setembro com a marca de 21,5 milhões de pedidos processados no mês e 159,3 milhões no acumulado do ano — número quase 50% maior que os 107,2 milhões de todo o ano de 2018.

O aplicativo, que está presente em 882 cidade na América Latina e tem como principais concorrentes o Uber Eats e o Rappi, ganhou ontem um novo competidor com o lançamento do 99 Food. Esse é o primeiro passo da expansão da atuação da operação da chinesa Didi no Brasil depois da compra da 99, em 2018. A 99 também tem operação no México.