Mercado fechará em 1 h 36 min
  • BOVESPA

    108.904,98
    +1.075,25 (+1,00%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.802,23
    -533,28 (-1,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    77,69
    +0,55 (+0,71%)
     
  • OURO

    1.889,30
    +4,50 (+0,24%)
     
  • BTC-USD

    22.963,45
    +2,87 (+0,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    529,18
    -7,72 (-1,44%)
     
  • S&P500

    4.129,19
    -34,81 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.024,65
    -132,04 (-0,39%)
     
  • FTSE

    7.885,17
    +20,46 (+0,26%)
     
  • HANG SENG

    21.283,52
    -15,18 (-0,07%)
     
  • NIKKEI

    27.606,46
    -79,01 (-0,29%)
     
  • NASDAQ

    12.555,50
    -221,25 (-1,73%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6010
    +0,0239 (+0,43%)
     

Fórum inaugural do Prêmio Zayed de Sustentabilidade destaca necessidade de ação climática unificada e inclusiva para formar comunidades resilientes

  • Realizado sob o tema 'Aumentar a Ambição, Progredir na Inclusão', o Fórum destacou a necessidade de cooperação de diversas partes interessadas para oferecer soluções impactantes a países em desenvolvimento

  • "Devemos honrar e respeitar o modo como a natureza é concebida, não impor nossa vontade", disse o ator de cinema e ativista ambiental dos EUA, Adrian Grenier

ABU DHABI, Emirados Árabes Unidos, January 19, 2023--(BUSINESS WIRE)--O Prêmio Zayed de Sustentabilidade, o prêmio humanitário e de sustentabilidade mundial pioneiro dos Emirados Árabes Unidos, recebeu ontem dignitários do governo, líderes empresariais, jovens, mídia internacional e ativistas ambientais para o Fórum Inaugural do Prêmio Zayed de Sustentabilidade na Semana de Sustentabilidade de Abu Dhabi 2023.

Este comunicado de imprensa inclui multimédia. Veja o comunicado completo aqui: https://www.businesswire.com/news/home/20230119005806/pt/

Adrian Grenier, environmental activist and actor speaks during the Zayed Sustainability Prize Forum in Abu Dhabi, UAE (Photo: AETOSWire)

Ocorridas sob o tema 'Aumentar a Ambição, Progredir na Inclusão', as conversas de alto nível e os grupos de discussão destacaram a importante ação de diversas partes interessadas sendo tomada para oferecer soluções práticas aos desafios climáticos e de sustentabilidade.

Os palestrantes mostraram a miríade de benefícios sociais, econômicos e ambientais obtidos como resultado desta iniciativa, permitindo mudanças positivas e impactantes para comunidades vulneráveis localizadas com frequência no Sul Global.

Em um bate-papo ao lado da lareira com Eleni Giokis, âncora e correspondente da CNN, Adrian Grenier, ativista ambiental e ator de cinema dos EUA, fez um relato apaixonado de seu profundo compromisso de alavancar investimentos de impacto para criar mudanças positivas no mundo.

Grenier disse que era fundamentalmente um ambientalista e importante que todos percebessem sua conexão inerente com a terra e retribuíssem à natureza.

"Sendo um ator, aprender minhas falas é a parte fácil", disse ele. "O mais difícil é encontrar a conexão com a Terra e encontrar o equilíbrio. Estou aprendendo todos os dias e descobri uma nova apreciação por aqueles que têm a habilidade e o compromisso de enfrentar os desafios cada vez maiores do meio ambiente."

Grenier acrescentou: "Em um ponto de nossa evolução, nos separamos da natureza e compramos a ideia de que a controlamos. Meu processo é ouvir a sabedoria concebida na natureza e sua capacidade de criar estabilidade e resiliência. Devemos honrar e respeitar o modo como a natureza é concebida, não impor nossa vontade."

Grenier disse que estava ansioso por participar da COP28 nos Emirados Árabes Unidos. "É imperativo que os líderes mundiais se reúnam e comecem a remar no mesmo sentido e busquem a Estrela do Norte de um meio ambiente neutro em carbono. O que me empolga é ver as ideias colocadas em prática. Espero que as pessoas que vêm fazendo diferença possam fazer parte da conversa."

No primeiro grupo de discussão do Fórum, intitulado "Formando Comunidades Sustentáveis", os palestrantes compartilharam exemplos e experiências de suas respectivas organizações sobre como a implantação de soluções sustentáveis em vários setores criou um impacto duradouro. Eles discutiram a importância da cooperação entre setores e a ação unificada para garantir que ninguém seja deixado para trás, à medida que avançamos na década de ação para atingir as Metas de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Compartilhando diversas perspectivas estavam Satya Tripathi, Secretário Geral da Aliança Global para o Planeta; Tala Al Ramahi, Diretora da Reaching Last Mile; e Kristina Skierka, Diretora Executiva da Power for All. O grupo foi moderado por Jim Stenman, jornalista da Reuters.

Ao comentar sobre a necessidade de capacitar comunidades locais através da agricultura sustentável, Satya Tripathi disse: "Há um bilhão de pessoas empregadas na agricultura. Com um tamanho médio de família de quatro pessoas, isto representa 50% da população mundial. Se repararmos nossos sistemas alimentares, resolveremos o problema climático. Precisamos ir onde as pessoas estão, cujas vidas irão mudar, e conforme isto muda, irá mudar e transformar o mundo."

O segundo grupo, intitulado "Preenchendo a Lacuna", discutiu a necessidade de as instituições financeiras tradicionais priorizarem portfólios de investimentos mais sustentáveis, compatíveis ao clima e socialmente impactantes para acompanhar os alvos das agendas de Desenvolvimento Sustentável 2030 e Climático 2050.

Moderado por Eleni Giokis, o debate deu as boas-vindas a Swapna Gupta, Sócia da Avaana Capital; e Jerome Ponrouch, Diretor de Engajamento e Sustentabilidade da Empresa - CIB Oriente Médio e África da BNP Paribas.

Destacando as oportunidades disponíveis para os jovens inovarem para o futuro, a sessão 'Vozes da Juventude' do Fórum ouviu dois ganhadores anteriores do Global High School: Toby Thorpe, Vice-Prefeito de Huon Valley, na Tasmânia, e Jackline Wambua, estudante da Universidade de Stanford.

Thorpe disse que o Prêmio o inspirou a tomar atitudes positivas. "A sustentabilidade é uma oportunidade, e a minha geração tem a oportunidade de mudar o mundo mediante soluções que causam impacto. A importância da empatia é subestimada. Avançamos quando trabalhamos juntos e não podemos causar impacto a menos que criemos conexões genuínas."

Toby disse que a lição mais importante para ele da ADSW 2023 é o comentário de Sua Eminência Dr. Sultão Ahmed Al Jaber, Ministro da Indústria e Tecnologia Avançada dos Emirados Árabes Unidos e Diretor Geral do Prêmio Zayed de Sustentabilidade, que 'o próximo nunca para'.

"Na próxima semana, irei apresentar a primeira moção climática no Huon Valley Council para garantir que minha comunidade local esteja na vanguarda das soluções sustentáveis de liderança e que a sustentabilidade esteja no centro dos negócios de nosso conselho. Espero inspirar as futuras gerações com base no legado do falecido Sheik Zayed bin Sultão Al Nahyan em toda a Tasmânia e em toda a Austrália."

Jackline Wambua disse que ganhar o Prêmio lhe ensinou o poder da educação transformadora e do saber ouvir.

"O Prêmio foi essencial para minha jornada educacional. O mesmo me ensinou o poder de uma educação transformadora. Estamos na Terra há muito tempo, então, com este tempo, é melhor criarmos mudanças transformadoras para a próxima geração. E me ensinou a importância das conexões humanas e de centralizar cada ser humano em todas as soluções que obtemos." Ela exortou todos a abraçar o espírito de Sawa Bona: 'Vejo você, valorizo você e estou aqui' para que possamos transformar ideias brilhantes em soluções tangíveis.

O grupo final do Fórum, intitulado "Impacto Mediante Inovação", debateu como as organizações podem melhorar o acesso a serviços essenciais, como saúde, água e energia, mesmo em comunidades remotas e vulneráveis, através de avanços técnicos e modelos de entrega aperfeiçoados.

Jim Stenman, da Reuters, conduziu o debate com Nicole Iseppi, Diretora Geral de Inovação Energética Global da Bezos Earth Fund; David Pong, Diretor Executivo da Wateroam; e Guillermo Pepe, Fundador e Diretor Executivo da Mamotest.

Falando sobre o papel crucial da cooperação para respaldar a implantação de inovações no mundo em desenvolvimento, Nicole Iseppi disse: "Estamos nos reunindo e pensando em como mudar modelos de negócios e obter mais execução através da inovação, sobretudo ao abordar o mundo em desenvolvimento, mediante tecnologias como redes de metrô e energia renovável distribuída, e como podemos reduzir o custo de energias renováveis para África, a fim de que possam aumentar seu desenvolvimento."

Sobre o Prêmio Zayed de Sustentabilidade

O Prêmio Zayed de Sustentabilidade é o prêmio mundial pioneiro dos Emirados Árabes Unidos em sustentabilidade e uma homenagem ao legado do falecido fundador dos Emirados Árabes Unidos, Sheik Zayed bin Sultão Al Nahyan. Estabelecido em 2008, o Prêmio Zayed de Sustentabilidade visa impulsionar o desenvolvimento sustentável e a ação humanitária, ao reconhecer e recompensar pequenas e médias empresas, organizações sem fins lucrativos bem como escolas de ensino médio que oferecem soluções impactantes, inovadoras e inspiradoras nas categorias de Saúde, Alimentação, Energia, Água e Escolas Internacionais de Ensino Médio. Por meio de seus 96 ganhadores, o Prêmio impactou positivamente a vida de 378 milhões de pessoas em todo o mundo.

*Fonte: AETOSWire

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Ver a versão original em businesswire.com: https://www.businesswire.com/news/home/20230119005806/pt/

Contacts

Reem Diab
Reem.Diab@bcw-global.com