Mercado fechará em 1 h 35 min
  • BOVESPA

    130.098,22
    -109,74 (-0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.881,41
    -148,13 (-0,29%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,13
    +1,25 (+1,76%)
     
  • OURO

    1.858,60
    -7,30 (-0,39%)
     
  • BTC-USD

    41.247,83
    +1.093,68 (+2,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.023,72
    +13,11 (+1,30%)
     
  • S&P500

    4.248,55
    -6,60 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    34.312,90
    -80,85 (-0,24%)
     
  • FTSE

    7.172,48
    +25,80 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    28.638,53
    -203,60 (-0,71%)
     
  • NIKKEI

    29.441,30
    +279,50 (+0,96%)
     
  • NASDAQ

    14.029,25
    -95,50 (-0,68%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1290
    -0,0025 (-0,04%)
     

Fãs da Apple reclamam após vender MacBook por rumor falso na WWDC

·3 minuto de leitura

Rumores de novos lançamentos no mercado de tecnologia existem há muitos anos, mas parece que nem todo mundo aprendeu ainda que não dá para confiar totalmente mesmo nos melhores informantes. E tem gente que só aprende do jeito mais difícil, como aparentemente aconteceu com algumas pessoas no Twitter.

Tudo começou em maio, quando o youtuber Jon Prosser afirmou que a Apple lançaria um novo modelo do MacBook Pro de 16 polegadas durante a WWDC, realizada na última segunda-feira (7). Para tentar o melhor preço possível em seus notebooks, alguns usuários venderam seus dispositivos para se preparar para um upgrade que acabou não acontecendo.

“Eu vendi meu MacBook de 16 polegadas há dois dias por causa de você”, escreveu um usuário do Twitter a Prosser. “Eu literalmente vendi meu MacBook Pro M1 para me preparar para o lançamento do novo MacBook Pro de 16 polegadas, que diabos, cara?”, escreveu outro.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Claro que, em se tratando de internet, não dá para confiar que essas pessoas realmente venderam seus notebooks. Pode ser apenas uma tiração de sarro com Prosser. Mas a possibilidade é real, uma vez que vender um notebook momentos antes de um novo ser lançado oficialmente pode render alguns trocados a mais, visto que modelos que já estavam nas lojas perdem um pouco do valor pelo surgimento de novas opções, que leva a um aumento na oferta de produtos usados.

Credibilidade em queda

Jon Prosser já antecipou alguns anúncios da indústria de tecnologia no passado, mas seu histórico recente traz mais erros do que acertos. Principalmente quando a marca envolvida é a Apple, visto que ainda no ano passado ele havia cravado que a Maçã mudaria o nome do iOS para iPhoneOS na WWDC 2020. Ainda este ano, ele foi obrigado a raspar a própria sobrancelha após uma promessa de que o faria se não acontecesse um evento em 23 de março.

O jornalista da Bloomberg, Mark Gurman, também foi ao Twitter comentar sobre mais uma previsão falha de Prosser. Sem mencionar o nome do youtuber, ele disse ter recebido muitas perguntas sobre a ausência do MacBook Pro na WWDC, e explicou:

“Alguém com credibilidade disse que havia um (MacBook Pro) hoje? Só ouvi dizer que seria no verão, que começa em duas semanas”, escreveu Gurman.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

E assim, Prosser vai perdendo cada vez mais credibilidade entre seus pares, apesar de seguir tentando, o que vez ou outra leva a algum acerto. Segundo o site AppleTrack, o youtuber está com 77,8% de taxa de acerto, sem contar este mais recente. Em fevereiro, ele tinha 78,1%.

É bom lembrar, no entanto, que Prosser não foi o único a afirmar que a Apple lançaria novos MacBooks durante a WWDC. De qualquer forma, é sempre bom reforçar que rumores não são 100% confiáveis, que não é uma boa ideia apostar neles para se antecipar e vender um produto usado, principalmente se isso o levar a ficar sem uma alternativa.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: