Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.950,31
    -776,48 (-1,59%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.282,75
    -226,75 (-1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Fábricas fechadas na Malásia são novo desafio em oferta de chips

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A empresa de semicondutores Unisem vai fechar algumas de suas fábricas da Malásia por sete dias devido à morte de três funcionários recentemente por Covid-19, em um novo gargalo no fornecimento de chips usados por montadoras e outros setores.

A empresa disse que vai fechar as fábricas em Ipoh, no estado de Perak, até 15 de setembro para controlar a propagação da Covid, que o presidente do conselho, John Chia, disse ter infectado vários funcionários e causado três mortes. A Unisem planeja limitar o número de empregados permitidos nas instalações quando forem reabertas. A empresa, que fornece serviços de empacotamento e testes, obtém cerca de 12% da receita no setor automotivo, 28% em comunicações e 30% em segmentos de consumo.

A Unisem é uma das várias grandes empresas de montagem e testes de chips com sede na Malásia que atendem empresas como Infineon Technologies e STMicroelectronics. A suspensão das atividades nas fábricas destaca como a Covid-19 tem afetado segmentos importantes da cadeia de suprimentos global, que já enfrenta problemas de capacidade, especialmente para uma variedade de chips simples usados por montadoras como Tesla e Toyota Motor. A gigante japonesa disse no mês passado que suspendeu a produção em 14 fábricas porque fornecedores, principalmente no Sudeste Asiático, foram atingidos por novos casos e lockdowns causados pela Covid.

Em mensagem de texto, Chia disse que os clientes estão preocupados, “pois somos parte vital da cadeia de suprimentos”, acrescentando que a empresa iniciou um programa de vacinação nas instalações para funcionários. “Continuaremos até que todos os nossos funcionários, clientes, engenheiros residentes e terceirizados tenham sido vacinados.”

A Malásia enfrenta aumento de casos de Covid-19 ao mesmo tempo em que busca manter a economia nos trilhos. Novos casos de Covid atingiram um pico de mais de 20 mil por dia em agosto e, desde então, caíram para cerca de 18 mil com o avanço da vacinação.

O fechamento das fábricas deve cortar cerca de 2% da produção anual da Unisem, disse a empresa em documento regulatório na quarta-feira. Estimativas indicavam receitas de cerca de US$ 360 milhões este ano antes do fechamento das fábricas, e a empresa tem valor de mercado de cerca de US$ 1,7 bilhão. As ações acumulam alta de aproximadamente 38% este ano.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos