Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.221,19 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,64 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,66
    -1,87 (-2,94%)
     
  • OURO

    1.733,00
    -42,40 (-2,39%)
     
  • BTC-USD

    46.497,84
    -517,42 (-1,10%)
     
  • CMC Crypto 200

    912,88
    -20,25 (-2,17%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,64 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    28.980,21
    -1.093,96 (-3,64%)
     
  • NIKKEI

    28.966,01
    -1.202,26 (-3,99%)
     
  • NASDAQ

    12.905,75
    +74,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7583
    +0,0194 (+0,29%)
     

Fábrica da AstraZeneca recebe pacote suspeito e aciona especialistas em bombas

Nathan Vieira
·1 minuto de leitura

Em meio a tantas notícias correndo sobre a vacina contra a COVID-19, você provavelmente já ouviu falar da AstraZeneca, farmacêutica que se uniu à Universidade de Oxford para trazer uma candidata. Nesta quarta (27), uma das fábricas da empresa passou por um susto, ao receber um pacote suspeito, o que a levou a fazer uma evacuação e acionar especialistas em eliminação de bombas.

A fábrica, localizada no País de Gales, é responsável pela chamada capacidade de fill and finish (o processo de encher os frascos com vacina e embalar o medicamento para distribuição) para a AstraZeneca. Segundo a agência de notícias Reuters, um porta-voz do primeiro-ministro Boris Johnson afirmou que o escritório está sendo mantido atualizado sobre os acontecimentos no País de Gales.

A fábrica evacuada é responsável pelo processo de encher os frascos com vacina e finalizar a embalagem do medicamento (Imagem: Thirdman/Pexels)
A fábrica evacuada é responsável pelo processo de encher os frascos com vacina e finalizar a embalagem do medicamento (Imagem: Thirdman/Pexels)

A polícia local confirmou que uma unidade de eliminação de bombas estava no local e aconselhou o público a evitar a área. “Todas as autoridades relevantes foram imediatamente notificadas e contratadas”, disse a empresa, referindo-se às suas instalações fora da cidade de Wrexham, no norte do País de Gales.

"Seguindo o conselho de um especialista, evacuamos parcialmente o local enquanto se aguarda uma investigação completa. A segurança de nossos funcionários e a continuidade dos negócios continuam sendo de suma importância", a empresa ainda afirmou, segundo a agência.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: