Mercado abrirá em 7 h 12 min

Fábrica da Apple trabalha 24 horas por dia para o lançamento do iPhone 12

Rubens Eishima
·3 minutos de leitura

Faltando poucos dias para o evento de lançamento do iPhone 12, a fábrica da Foxconn na China responsável pelo modelo trabalha a todo o vapor para dar conta da demanda do primeiro iPhone 5G. A informação foi divulgada pelo jornal chinês South China Morning Post (SCMP), que publicou ainda que trabalhadores cancelaram férias e foram submetidos a horas extras obrigatórias, com pagamento de bônus acima dos valores praticados anteriormente.

Segundo o SCMP, as mudanças foram implementadas na fábrica da cidade chinesa de Zhengzhou, que havia sido fechada em janeiro, durante o surto inicial do novo coronavírus no país.

Funcionários ouvidos pelo jornal relataram que a maioria dos trabalhadores tem direito a apenas quatro dias de folga por mês e que o volume de horas-extras aumentou desde o meio do ano — a fábrica foi reaberta já em fevereiro.

Toque de caixa

Um dos entrevistados relatou que a unidade abriu um turno noturno, passando a operar 24 horas por dia. A mudança foi atribuída ao iPhone 12, que teria motivado ainda a publicação de anúncios de vagas de trabalho para atender à demanda de produção.

Outra alteração no cotidiano dos trabalhadores foi a adoção de um bônus para funcionários com mais de 90 dias de trabalho na fábrica, além da instituição de uma comissão de 500 iuanes (cerca de R$ 400) pela indicação de novos contratados.

Procura-se: montadores de iPhone (imagem: Apple)
Procura-se: montadores de iPhone (imagem: Apple)

Feriados

Outro bônus incentivou o cancelamento de férias e folgas agendadas para esta semana — época em que é celebrado no país o festival de meio do outono (também conhecido como festival da lua). Um dos entrevistados pelo SCMP revelou que o valor pago por hora trabalhada triplica nos primeiros três dias da data comemorativa.

Tudo para garantir os estoques da linha 2020 do iPhone, a primeira geração de smartphones da Apple com conexão 5G. A atualização deste ano deve contar com quatro modelos diferentes — iPhone 12, mini, Pro e Pro Max — mas ainda pairam dúvidas sobre a disponibilidade de todos eles na data de estreia da família, esperada para o próximo mês.

O lançamento do iPhone em outubro quebra uma tradição que vinha desde o iPhone 5, de 2012, com o anúncio da nova linha no mês de setembro. Rumores indicam que a COVID-19, e as restrições de viagens impostas pela pandemia, atrasaram o cronograma de desenvolvimento do modelo deste ano.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: