Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.614,03
    -2.825,34 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.555,49
    -752,22 (-1,47%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,84
    -1,13 (-1,57%)
     
  • OURO

    1.764,70
    +13,30 (+0,76%)
     
  • BTC-USD

    43.946,08
    -3.422,45 (-7,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.094,20
    -40,18 (-3,54%)
     
  • S&P500

    4.357,67
    -75,32 (-1,70%)
     
  • DOW JONES

    33.970,53
    -614,35 (-1,78%)
     
  • FTSE

    6.903,91
    -59,73 (-0,86%)
     
  • HANG SENG

    24.099,14
    -821,62 (-3,30%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    14.965,00
    -361,00 (-2,36%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2531
    +0,0537 (+0,87%)
     

Exynos 2200 e A15 Bionic impressionam pelo alto desempenho em novos testes

·3 minuto de leitura

Com o final do ano se aproximando, vazamentos com informações sobre a próxima geração de celulares e seus componentes começam a se intensificar. Dois grandes destaques em meio ao mar de rumores são os novos Apple A15 Bionic e Samsung Exynos 2200 com GPU AMD, que devem liderar os mercados do iOS e Android ao oferecer desempenho ímpar, ao que tudo indica.

Depois de confirmar o interesse da Verizon em levar o novo Exynos aos EUA, o leaker Tron traz mais detalhes sobre o nível de desempenho de ambos os chips. Aparentemente, a disputa em 2022 será substancialmente mais acirrada que nos anos anteriores, ainda que a Apple siga dominando com uma vantagem notável de performance.

Exynos 2200 com AMD tem gargalo reduzido em novo teste

As notícias são positivas para o próximo chipset da Samsung, que parece começar a mostrar melhor otimização nos novos números vazados. As informações divulgadas por Tron trazem resultados de testes da GPU AMD com microarquitetura mRDNA em benchmarks populares do mundo dos celulares após três execuções seguidas.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Há uma queda de performance após o aquecimento, como é esperado, mas ela já é menor que os primeiros vazamentos apontavam — de 25%, em vez de 30%. Além disso, como já havia sido notado no passado, mesmo após o gargalo térmico o Exynos 2200 segue massacrando os concorrentes já lançados. Em comparação com o A14 Bionic, chip mobile mais poderoso atualmente, a solução da Samsung mostra vantagem de 15% em média.

De acordo com os rumores, a Samsung pode abrir uma vantagem significativa sobre a Qualcomm graças à nova GPU da AMD (Imagem: Reprodução/Samsung)
De acordo com os rumores, a Samsung pode abrir uma vantagem significativa sobre a Qualcomm graças à nova GPU da AMD (Imagem: Reprodução/Samsung)

Os números também impressionam em comparação ao Exynos 2100, com os ganhos por geração chegando aos 62%, havendo a chance dessa diferença aumentar se considerarmos que os números registrados do atual topo de linha da marca não integram gargalos. Apesar disso, como esperado, a Apple não está parada e deve manter a liderança na próxima geração, ainda que por uma distância menor.

Apple A15 Bionic destrói concorrência e segue líder

Ainda de acordo com as informações de Tron, o A15 Bionic, plataforma que equipará o iPhone 13, manterá a coroa de melhor desempenho em um smartphone com a Apple. Números vazados indicam que o processador atinge os 198 FPS no Manhattan 3.1, teste em que o Exynos 2200 com AMD marca 170,7 FPS, uma diferença de cerca de 15% de vantagem para a gigante de Cupertino.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Mesmo após sofrer um gargalo térmico marcante, o A15 Bionic atinge valores entre os 140 e os 150 FPS, superando com uma enorme folga o antecessor e, consequentemente, qualquer solução disponível no mercado Android. A diferença para o Exynos 2200, também sob gargalo térmico, é consistente — a solução da Samsung é 15% menos veloz, marcando 127,5 FPS.

Mesmo com forte gargalo térmico, o A15 Bionic abre boa vantagem sobre o A14 Bionic, e deve entregar desempenho superior ao Exynos 2200 em uma disputa acirrada (Imagem: Divulgação/Apple)
Mesmo com forte gargalo térmico, o A15 Bionic abre boa vantagem sobre o A14 Bionic, e deve entregar desempenho superior ao Exynos 2200 em uma disputa acirrada (Imagem: Divulgação/Apple)

Diante disso, é possível dizer que Android e iOS terão uma competição mais acirrada em 2022, ainda que os iPhones mantenham a liderança com certa distância. Resta agora saber se a Qualcomm terá fôlego para encarar Samsung e Apple no ano que vem, uma incógnita se considerarmos os resultados preocupantes apresentados pelo Snapdragon 898 em vazamentos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos