Exportadores da Alemanha projetam recorde em 2013

A Alemanha deve registrar um novo recorde de exportações no próximo ano, puxado pela demanda asiática, estimou hoje o chefe da federação de exportadores e atacadistas alemã BGA, Anton Boerner. "Esperamos um aumento de até 5% nas exportações, para 1,158 trilhão de euros e um aumento de 5,5% nas importações, para 980 bilhões de euros, em 2013", destacou o executivo, em mensagem de fim de ano.

Apesar da crise da zona do euro, a Alemanha alcançou receita recorde com vendas externas em 2012, de 1,103 trilhão de euros, acrescentou Boerner, e um superávit comercial de 174 bilhões de euros.

O executivo disse que a projeção otimista se baseia na perspectiva de "estabilidade e nenhuma nova volatilidade nos mercados financeiros. A Europa, os EUA e a China têm muito trabalho a fazer no Ano Novo a esse respeito", apontou.

Segundo ele, as carteiras de pedidos para o próximo ano estavam cheias, "especialmente da parte dos mercados em crescimento da Ásia", e acrescentou que o baixo valor do euro nos mercados cambiais estava contribuindo para o comércio com os EUA e o Japão.

No entanto, Boerner advertiu que "a crise da dívida europeia estará conosco por um longo tempo ainda" e disse estar especialmente preocupado com o que disse serem "tendências protecionistas cada vez maiores" em vários países do Leste Europeu. "Ao seguir sozinho pelo caminho protecionista, esses países estão prejudicando não só as nossas exportações, mas também causando danos enormes a si mesmos", defendeu. As informações são da Dow Jones.

Carregando...