Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    48.086,91
    -511,82 (-1,05%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.282,75
    -226,75 (-1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Exportações de vinhos brasileiros têm alta de 169,23%

·1 minuto de leitura
Red wine in a glass and ripe grapes on white background, top view
Foram 1,9 milhão de litros de vinhos finos brasileiros exportados no primeiro quadrimestre
  • Brasil exportou 1,9 milhões de litros de vinhos finos nos primeiros quatro meses de 2021

  • Isso significa um aumento de 169,23% em relação ao mesmo período do ano passado

  • vendas dentro do Brasil tiveram alta de 34%

As exportações vinhos finos brasileiro chegou a 1,9 milhão de litros, aumento de 169,23% no primeiro quadrimestre de 2021, em comparação com o mesmo período de 2019. Enquanto isso, o suco de uva teve uma alta de 239,16%, chegando a 879 mil litros. As informações são do Valor Econômico

Leia também:

Vendas no Brasil

No mesmo período, foram 9,5 milhões de litros finos e espumantes vendidos, um aumento de 34% em relação aos primeiros quatro meses do ano passado (7,1 milhões de litros). Janeiro e fevereiro tiveram queda na comercialização, mas isso foi compensado em março e abril. 

As vendas de espumantes moscatéis tiveram aumento de 37,76%, chegando a 1,4 milhão de litros, enquanto a comercialização de vinhos finos foi de 5,9 milhões de litros, uma alta de 34,35%. Além disso, os espumantes brut também tiveram aumento, mas de 30,87%, com 2,1 milhões de litros. Foi isso que motivou a melhora no desempenho.

Em contrapartida, de acordo com dados da Uvibra (União Brasileira de Vitivinicultura), foram vendidos 48,7 milhões de litros de suco de uva amarga, uma queda de 15,68% em relação a 2020.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos