Exportações de Portugal se desaceleram mas déficit comercial diminui

Lisboa, 9 jan (EFE).- As exportações de Portugal desaceleraram entre setembro e novembro do ano passado ao crescer apenas 0,1%, embora as importações caíram 3,6% e o déficit da balança comercial se reduziu em 511 milhões de euro.

Segundo dados divulgados nesta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística luso (INE), o saldo total negativo da balança comercial entre setembro e novembro de 2012 ficou em 754 milhões de euros, frente ao 1,3 bilhão do mesmo trimestre do ano anterior.

O aumento das exportações divulgado hoje é o menor dos primeiros onze meses de 2012, cujo recorde corresponde a agosto, que teve um aquecimento de 14,1% em relação ao ano anterior.

Em termos de variação mensal, em comparação com outubro, as exportações lusas caíram 3,2% em novembro, e as importações, 10%. Em novembro de 2012 as exportações cresceram 0,1% em comparação com o mesmo mês do ano anterior, devido sobretudo ao comércio para fora da Europa.

Em novembro, as importações do país caíram 5,9% em função da queda no comércio europeu. A taxa de cobertura do mercado comunitário e extracomunitário (percentagem de importações que podem ser pagas com as exportações) foi de 80,5% no trimestre, 2,8 pontos percentuais a mais do que no mesmo período do ano anterior.

Portugal fechou 2011 com um déficit comercial de 15,249 bilhões de euros e tentou em 2012 reforçar suas vendas a países como Angola e Brasil para evitar as consequências da crise europeia.

Analistas econômicos e organismos internacionais consideram, da mesma forma que o governo luso, que o aumento das exportações é fundamental para o crescimento da economia de Portugal, que assinou em maio de 2011 um resgate financeiro de 78 bilhões de euros para evitar sua quebra. EFE

Carregando...