Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.669,90
    -643,33 (-0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.627,67
    -560,48 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,34
    -0,26 (-0,44%)
     
  • OURO

    1.744,10
    -14,10 (-0,80%)
     
  • BTC-USD

    60.424,86
    +1.882,01 (+3,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.235,89
    +8,34 (+0,68%)
     
  • S&P500

    4.128,80
    +31,63 (+0,77%)
     
  • DOW JONES

    33.800,60
    +297,03 (+0,89%)
     
  • FTSE

    6.915,75
    -26,47 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    28.698,80
    -309,27 (-1,07%)
     
  • NIKKEI

    29.768,06
    +59,08 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    13.811,00
    +63,25 (+0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7625
    +0,1276 (+1,92%)
     

Exportações da China em fevereiro têm alta recorde em relação níveis de 2020

·1 minuto de leitura

PEQUIM (Reuters) - As exportações da China em fevereiro cresceram a um ritmo recorde em relação ao ano anterior, quando a Covid-19 afetou a segunda maior economia do mundo, mostraram dados da alfândega neste domingo, enquanto as importações subiram com menos força.

As exportações em dólares dispararam 154,9% em fevereiro na comparação com o mesmo período do ano anterior, enquanto as importações ganharam 17,3%, ritmo mais forte desde outubro de 2018.

No período entre janeiro e fevereiro, as exportações saltaram 60,6% sobre o ano anterior, quanto os lockdowns para conter a pandemia paralisaram a economia do país. Isso superou a previsão de analistas da Reuters de um aumento de 38,9%.

As exportações fortes, que se beneficiam do sucesso da China em conter a crise de saúde pública, ajudaram a alimentar a recuperação do país.

O aumento deveu-se a uma recuperação na demanda externa, disse a alfândega em comunicado em seu site, citando melhoras na manufatura da União Europeia e dos Estados Unidos, e suas importações de produtos chineses graças a medidas de estímulo fiscal.

(Reportagem de Stella Qiu e Ryan Woo)