Mercado fechado

Exportações chinesas se mantêm em outubro, apesar das tarifas

Um funcionário no porto Qingdao, na província de Shandong, em 8 de novembro de 2018

As exportações chinesas cresceram mais do que o esperado em outubro - apontam dados publicados nesta quinta-feira (8), apesar da guerra comercial entre Washington e Pequim, que se impõem tarifas mutuamente.

De acordo com o órgão chinês de Aduanas, as exportações chinesas para os Estados Unidos aumentaram 13,2% interanual em outubro.

Uma delegação chinesa está em Washington com o objetivo de buscar um acordo comercial que possa ser firmado no final deste mês entre o presidente americano, Donald Trump, e seu colega chinês, Xi Jinping, na cúpula do G20, na Argentina.

Em outubro, o excedente comercial da China com os Estados Unidos caiu para 31,8 bilhões de dólares, frente ao recorde de setembro de 34,1 bilhões.

Outubro foi o primeiro mês inteiro de aplicação das tarifas americanas de 10% sobre bens chineses, totalizando 200 bilhões de dólares. Em janeiro, essa taxa deve chegar a 25%.

Já as importações chinesas de produtos americanos caíram 1,8% interanual em outubro.