Exportações de café caem em 2012 em volume e faturamento

São Paulo, 10 jan (EFE).- As exportações de café caíram em 2012 em volume e faturamento, ao atingir 28,2 milhões de sacos de 60 kg e R$ 12,8 bilhões respectivamente, informou nesta quinta-feira o balanço anual do Conselho de Exportadores de Café (Cecafé).

A entidade assinalou que a receita da vendas de café nos mercados internacionais foi 27,1% menor do que em 2011, enquanto o número de sacos caiu 15,6% no mesmo comparativo.

Segundo o diretor-geral do Cecafé, Guilherme Braga, "a queda apresentada no volume das exportações pode ser justificada em grande parte pelas chuvas nas regiões produtoras, o que acabou atrasando a coleta, assim como a preparação e a comercialização do produto".

"Essa redução no volume impactou assim o faturamento, que também sofreu com a queda nas cotações refletidas nas variações do preço médio", acrescentou Braga, que apesar das reduções considerou o ano como "positivo".

Em dezembro, as exportações tiveram uma redução de 28,6% frente ao mesmo mês de 2011 em seu faturamento, com R$ 1,2 bilhão, e de 3,8% em seu volume, com 2,8 milhões de sacos.

De todo o café exportado em 2012, 84,1% foi da variedade arábica, a de maior qualidade; 11,7% foram do grão solúvel, 4,1% do robusto e 0,1% do tipo tostado e moído.

Os Estados Unidos lideraram a lista de compradores do grão exportado pelo Brasil, com 19%; seguido pela Alemanha, com 18%; Itália e Japão, ambos com 9%, e na quinta posição apareceu Bélgica, com 6%.

Nas perspectivas para 2013, Braga apontou que o Brasil deverá exportar entre 30 milhões e 31 milhões de sacos, o que representaria um avanço entre 7% e 10%, e um crescimento no faturamento que poderá ficar entre R$ 13,6 bilhões e R$ 14,2 bilhões, impulsionado por um "aumento moderado" do preço médio do grão. EFE

Carregando...