Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.348,80
    -3.132,20 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.892,28
    -178,62 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    51,83
    -0,53 (-1,01%)
     
  • OURO

    1.823,70
    -6,20 (-0,34%)
     
  • BTC-USD

    35.902,38
    -31,79 (-0,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    699,80
    -35,34 (-4,81%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,24 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.735,71
    -66,25 (-0,97%)
     
  • HANG SENG

    28.454,59
    -119,27 (-0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.272,81
    -246,37 (-0,86%)
     
  • NASDAQ

    12.761,00
    -41,25 (-0,32%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3929
    +0,0003 (+0,00%)
     

Exportação de petróleo do Brasil segue firme na primeira semana de 2021

·1 minuto de leitura
Navio-tanque com petróleo no porto chinês de Qingdao; chineses são principais compradores das exportações brasileiras da commodity

RIO DE JANEIRO (Reuters) - As exportações brasileiras de petróleo registraram média de 387,3 mil toneladas por dia na primeira semana do ano, mais de 100% acima da média reportada para todo mês de janeiro do ano passado, apontaram dados divulgados pelo Ministério da Economia nesta segunda-feira.

Em janeiro de 2020, as vendas externas de petróleo do Brasil somaram média de 191,9 mil toneladas diárias.

O valor obtido pelo petróleo, no entanto, caiu para 284,5 dólares por tonelada na primeira semana de 2021, ante 404,6 dólares por tonelada em janeiro de 2020, segundo a pasta, em meio a impactos da pandemia sobre o mercado da commodity.

O avanço no volume das vendas ocorre após o Brasil ter reportado recorde nas exportações de petróleo no ano passado, diante de um avanço da produção no pré-sal brasileiro e da expansão de novas companhias estrangeiras no Brasil além da Petrobras.

As exportações brasileiras de petróleo no ano passado atingiram 70,6 milhões de toneladas, alta de 18,5% na comparação com 2019, com países como a China tirando proveito para adquirir grandes quantidades a preços mais baixos --em faturamento, os embarques caíram quase 19%, para 19,5 bilhões de dólares.

A Petrobras informou na semana passada ter registrado um recorde de produção de petróleo em 2020. A estatal bombeou 2,28 milhões de barris por dia (bpd) em petróleo, superando marca anterior de 2015.

(Por Marta Nogueira; Edição de Luciano Costa)