Mercado abrirá em 3 h 21 min
  • BOVESPA

    116.230,12
    +95,66 (+0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.046,58
    +616,83 (+1,36%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,23
    -0,29 (-0,34%)
     
  • OURO

    1.721,40
    -9,10 (-0,53%)
     
  • BTC-USD

    20.123,19
    +217,48 (+1,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    455,90
    +10,46 (+2,35%)
     
  • S&P500

    3.790,93
    +112,50 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    30.316,32
    +825,43 (+2,80%)
     
  • FTSE

    7.005,99
    -80,47 (-1,14%)
     
  • HANG SENG

    18.087,97
    +1.008,46 (+5,90%)
     
  • NIKKEI

    27.120,53
    +128,32 (+0,48%)
     
  • NASDAQ

    11.555,00
    -85,75 (-0,74%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1553
    -0,0126 (-0,24%)
     

Explosão de negociações rompidas de SPACs causa nervosismo

(Bloomberg) -- Uma enxurrada de negociações encerradas está atingindo as fusões de SPACs, conhecidas também como empresas de “cheque em branco´´, em novo sinal de que o setor está desmoronando.

Pelo menos quatro fusões planejadas entre empresas de aquisição de propósito específico e empresas-alvo que desejam abrir o capital foram canceladas desde o fechamento do mercado na sexta-feira, elevando a contagem do ano para 42. A onda de fracassos é um golpe para o setor, que muitos acreditam ter quebrado, deixando alguns investidores sentados em prejuízo.

A explosão de acordos encerrados teve um valor empresarial combinado de aproximadamente US$ 4,3 bilhões e incluiu a mineradora Bitcoin Prime Blockchain Inc., empresa de logística espacial D-Orbit e a startup de tecnologia do mercado de eletricidade Voltus Inc. O ambiente instável de investimentos combinado com um acúmulo de equipes de patrocínio em busca de vários acordos são parcialmente culpados pelos fracassos crescentes, de acordo com alguns observadores do setor.

“O ambiente de mercado torna difícil concluir qualquer fusão de SPAC, muito menos uma de alta qualidade”, disse o CEO da Accelerate Financial Technologies Inc., Julian Klymochko. “Agora, uma infinidade de patrocinadores está analisando vários SPACs com fracasso em potencial.”

Leia mais: Palihapitiya pede extensão de prazo para dois SPACs

Os SPACs são chamados de cheques em branco porque arrecadam dinheiro em uma oferta pública com o objetivo de comprar um negócio privado que ainda não foi identificado. O setor foi atingido por um excesso de quase 600 empresas em busca de negócios, além de uma incerteza econômica mais ampla e uma repressão regulatória iminente.

As preocupações levaram 89 patrocinadores a retirar os planos de levantar capital novo para empresas cheques em branco no valor de US$ 23 bilhões somente este ano, mostram dados compilados pela Bloomberg.

As equipes que atingiram seu objetivo não se saíram muito melhor. As ações de empresas que se fundiram com SPACs tiveram mau desempenho, com 80 das cerca de 385 negociando abaixo de US$ 2, segundo dados da Bloomberg. A maioria dos SPACs se torna pública a US$ 10 por ação.

Leia mais: Ex-SPACs continuam abaixo das expectativas

Título em inglês:

Burst of Broken SPAC Deals Sends Jitters Through Battered Sector

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.