Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.261,66
    +198,43 (+0,94%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Explosão em centro de lançamento da China é descoberta em imagens de satélite

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Imagens de satélite indicam que em outubro do ano passado, uma explosão danificou parte das instalações do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan, na China. Localizado no Deserto de Gobi, no noroeste chinês, o centro espacial sedia os grandes lançamentos orbitais da China, como as missões tripuladas Shenzhou.

A explosão, que nunca foi mencionada na mídia chinesa, foi descoberta pelo internauta Harry Stranger usando imagens registradas por satélites da Airbus e da agência espacial da França (CNES):

Stranger postou um “antes e depois” em seu perfil no Twitter em 10 de junho. Primeiro, as instalações aparecem intactas em outubro de 2021 e, depois, é possível observar os danos da explosão em novembro.

O incidente aconteceu a aproximadamente 16 km a sudoeste das duas principais plataformas de lançamentos de Jiuquan, usadas pela China Aerospace Science and Technology Corp. (CASC) para lançamentos de foguetes Long March em uma série de missões espaciais do país. É provável que as instalações que explodiram estivessem associadas aos testes e montagem de foguetes sólidos operados por outras entidades além da CASC.

Ao que tudo indica, a explosão aconteceu entre os dias 15 e 16 de outubro do ano passado. No dia 15 a missão tripulada Shenzhou-13 foi lançada a partir do centro de Jiuquan, mas o incidente não afetou o lançamento.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos