Mercado fechará em 6 h 56 min
  • BOVESPA

    100.774,57
    -1.140,88 (-1,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.007,16
    +308,44 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,45
    +0,88 (+1,34%)
     
  • OURO

    1.778,10
    -6,20 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    56.315,78
    -885,63 (-1,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.437,84
    -31,24 (-2,13%)
     
  • S&P500

    4.513,04
    -53,96 (-1,18%)
     
  • DOW JONES

    34.022,04
    -461,68 (-1,34%)
     
  • FTSE

    7.111,04
    -57,64 (-0,80%)
     
  • HANG SENG

    23.788,93
    +130,01 (+0,55%)
     
  • NIKKEI

    27.753,37
    -182,25 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.902,50
    +32,75 (+0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4264
    -0,0204 (-0,32%)
     

Expectativas para inflação e PIB pioram

·2 min de leitura

Segundo o boletim, a inflação medida pelo IPCA tem tudo para terminar 2021 em 9,33%, sendo que o PIB pode alcançar os 4,93%.

Com a piora dos indicadores, as expectativas para o Brasil ficam ainda mais nebulosas, sendo que a bolsa vem repercutindo tal momento.

O Ibovespa fechou o dia estável, registrando queda de 0,04%. Já o dólar ficou estável em R$ 5,54.

Inflação pode chegar aos 10%?

Sim, há grandes chances de a inflação alcançar os dois dígitos e ultrapassar os 10% em 2021. Uma das maiores influências para a inflação estar tão alta é os combustíveis.

O petróleo vem se valorizando bastante e a inflação em outros países também vem prejudicando a questão dos preços.

Por exemplo, a China, a segunda maior economia do mundo, vem enfrentando grandes problemas com a energia, principalmente, devido ao aumento dos preços do carvão.

Se isso não fosse o suficiente, o petróleo se valorizou e o dólar também. Em 2021, a moeda norte-americana vem registrando alta de 6,76%.

Com os preços aumentando, mesmo que a economia estivesse correspondendo à altura e com boas expectativas, a inflação estaria sendo impactada de alguma forma.

É claro que alguns ruídos vindos de Brasília, como é o caso da PEC dos Precatórios, vem contribuindo ainda mais para o receio do mercado. Isso, de alguma forma, gera mais volatilidade nos mercados e pressiona o Brasil.

O que fazer com a carteira de investimentos?

Os juros vão continuar subindo e não há certeza de quando a inflação vai começar a ceder. Por isso, o cenário atual é de mais juro e mais inflação.

Como a bolsa de valores vem perdendo valor e se mantendo próxima dos 100 mil pontos, o mais interessante agora é ficar na renda fixa e ficar com um olho no câmbio.

Investir em USD/BRL pode ser uma boa, observando que os preços das commodities continuam em alta. Outro ponto que pode contribuir para a cotação do dólar está relacionado ao PIB.

Se a economia brasileira não reagir é provável que o Ibovespa venha a cair mais ainda e o dólar pode acabar subindo mais.

Vale destacar que havendo o aumento do juro e uma retração da inflação, a tendência do dólar será de queda.

Uma vez que o Brasil vai começar a oferecer ganho real para os investidores e isso vai chamar atenção dos especuladores.

Como ganhar juro real com investimentos de alta segurança, como são as letras do Tesouro, é algo difícil em um mundo que convive com juro zero, o Brasil vai se tornar um grande chamariz e isso pode ter um efeito relevante na cotação do dólar (valorização do real frente ao dólar).

This article was originally posted on FX Empire

More From FXEMPIRE:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos