Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.132,53
    +346,23 (+0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.200,59
    -535,89 (-1,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,86
    +0,95 (+2,12%)
     
  • OURO

    1.806,10
    +0,60 (+0,03%)
     
  • BTC-USD

    18.766,34
    -274,49 (-1,44%)
     
  • CMC Crypto 200

    369,00
    -1,52 (-0,41%)
     
  • S&P500

    3.629,65
    -5,76 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    29.872,47
    -173,77 (-0,58%)
     
  • FTSE

    6.391,09
    -41,08 (-0,64%)
     
  • HANG SENG

    26.669,75
    +81,55 (+0,31%)
     
  • NIKKEI

    26.296,86
    +131,27 (+0,50%)
     
  • NASDAQ

    12.168,75
    +92,75 (+0,77%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3377
    -0,0592 (-0,93%)
     

Exonomics | O surgimento da Economia Exponencial

Eduardo Ibrahim
·3 minuto de leitura

A palavra "Exponencial" aparece em todos os lugares hoje em dia, mas ela não era tão popular quando Ray Kurzweil, diretor de tecnologia do Google e co-fundador da Singularity University, começou a falar sobre as transformações massivas que estavam acontecendo na sociedade com o uso da tecnologia. Sua voz ajudou a tornar a SU a instituição de maior referência em inovação do mundo.

“Na década de 2030 a porção predominante da nossa inteligência (no planeta) não será biológica.” — Ray Kurzweil

Suas teorias tinham como base o avanço do poder de processamento computacional que dobrava a cada período de tempo como previsto por Michael Moore, co-fundador de Intel. Ray então usou a Lei de Moore para fundamentar a sua Teoria das Mudanças Aceleradas, na qual demonstrava como o avanço exponencial acontecia também em outras áreas com o movimento de digitalização e a combinação de tecnologias.

“Os maiores problemas do mundo são também as maiores oportunidades de negócios.” — Peter Diamandis

Peter Diamandis, empreendedor e criador do XPrize, juntou-se a Ray para formar um time de notáveis que fizeram em 2008 na reunião inaugural da Singularity University no campus da NASA no Vale do Silício. Nesse time estava Salim Ismail, autor do livro Organizações Exponenciais, que se tornou o livro de cabeceira de grandes líderes mundiais, tendo como seu maior divulgador, no Brasil, Michel Benchimol, fundador da XP investimentos (essa sigla lembra alguma palavra?).

“Se você não estiver transformando sua indústria, alguém estará. O destino atual é ser transformador ou vítima da transformação.” — Salim Ismail

Como impacto na sociedade significa também impacto na economia (e vice-versa), a Singularity precisava de um especialista que falasse a língua do mercado financeiro. Foi aí que Amin Toufani, economista e fundador do T-Labs, entrou para o time da SU. Ele então criou o termo Exonomics unindo as palavras Exponencial e Economia (em inglês).

“As tecnologias exponenciais têm efeitos profundos no funcionamento das economias e implicações para indivíduos, empresas e governos.” – Amin Toufani

Logo, a Economia Exponencial (ou Exonomics) se tornou a disciplina que estuda o impacto do avanço acelerado da tecnologia nos atuais modelos econômicos de países e organizações — principalmente o impacto da Inteligência Artificial, pois ela adiciona uma camada de inteligência que nenhum economista podia prever quando esses modelos foram criados. Tudo isso trazia uma clareza muito grande para alguém de tecnologia e finanças como eu.

“IA é evolução da própria inteligência humana, e vai ajudar a criar uma economia eficiente, abundante e mais justa.” — Eduardo Ibrahim

Meu primeiro contato com a Singularity foi como executivo-aluno no campus da NASA, e lá já me perguntava: como falar sobre abundância em um país de escassez como o Brasil? Por sorte, era exatamente alguém para responder essa pergunta que a SU precisava. A visão global da instituição tinha que ser traduzida para as necessidades e os problemas locais dos países para onde ela estava se expandindo.

Desde então, venho trazendo minha visão sobre como aplicar a tecnologia e o pensamento exponencial nas organizações brasileiras para que líderes locais se adaptem às mudanças aceleradas que estão acontecendo no mundo. Espero que o site Economia Exponencial sirva como uma porta de entrada para espalhar a palavra de transformação que o país precisa. Afinal, parafraseando o Peter: os maiores problemas do Brasil são também as maiores oportunidades de negócios.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: