Mercado abrirá em 2 h 37 min
  • BOVESPA

    102.814,03
    +589,77 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.796,30
    +303,78 (+0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    67,81
    -2,14 (-3,06%)
     
  • OURO

    1.793,70
    +8,50 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    56.810,63
    -632,46 (-1,10%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.435,00
    +6,06 (+0,42%)
     
  • S&P500

    4.655,27
    +60,65 (+1,32%)
     
  • DOW JONES

    35.135,94
    +236,60 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.009,82
    -100,13 (-1,41%)
     
  • HANG SENG

    23.475,26
    -376,98 (-1,58%)
     
  • NIKKEI

    27.821,76
    -462,16 (-1,63%)
     
  • NASDAQ

    16.285,00
    -105,75 (-0,65%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3506
    +0,0214 (+0,34%)
     

Exoesqueleto dá superforça e transforma soldados de Taiwan em "homens de ferro"

·2 min de leitura

O exército de Taiwan revelou sua primeira geração de exoesqueletos movidos à bateria. O equipamento, acoplado na parte inferior do corpo, permite que soldados corram mais rápido e carreguem objetos pesados com facilidade, aumentando a resistência física durante operações militares.

Esse traje faz parte do projeto “Taiwan Ironman”, que vem sendo desenvolvido há quatro anos pelo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Chung-Shan, o principal fabricante de armas do país. Com um orçamento de US$ 5,74 milhões (cerca de R$ 32 milhões na contação atual), a ideia é usar o exoesqueleto já no ano que vem.

“Eles podem ser usados ​​em operações de campo, na movimentação de munição e armas pesadas, aumentando a mobilidade e a eficiência das tropas em tempos de guerra, ou em missões de busca e resgate pós-desastre”, explica o engenheiro responsável pelo projeto Jen Kuo-kuang.

Força extra

Os trajes foram projetados para auxiliar usuários que precisam percorrer longas distâncias, reduzindo o estresse nas articulações das pernas e quadris. Atuadores mecânicos aumentam a resistência dos joelhos, permitindo que os soldados carreguem objetos pesados enquanto se movem a uma velocidade de até 6 km por hora.

Essa primeira versão do exoesqueleto é alimentada por uma bateria de íons de lítio com carregamento rápido e autonomia de mais de seis horas longe da tomada. A variante 2.0, ainda em fase de projeto, permitirá que o usuário carregue pesos de até 100 kg, facilitando a movimentação de equipamentos maiores e pessoas feridas.

“Nossos trajes terão que ser ajustados conforme o corpo de cada operador. Antes de colocá-los em uso, vamos coletar dados de todo o contingente militar de Taiwan, calculando peso e altura dos soldados que poderão usar esse exoesqueleto no campo de batalha quando for necessário”, acrescenta Jen Kuo-kuang.

Tensão militar

A apresentação do traje ocorre em meio ao aumento das tensões entre Taiwan e a China, que vê a ilha como parte do seu território. No começo do ano, o Exército de Libertação do Povo da China também revelou seu exoesqueleto motorizado, desenvolvido para uso exclusivo das forças armadas.

O equipamento leve, e também movido à bateria, se adapta perfeitamente ao corpo do usuário, fornecendo 20 kg de força extra assistida para evitar ferimentos devido ao levantamento de peso excessivo. O traje da China também possui um dispositivo elétrico que aumenta a resistência corporal, atenuando os efeitos de cansaço durante caminhadas de longa distância.

“Esses exoesqueletos vão aumentar a eficiência operacional das tropas de Taiwan em uma possível guerra com quem quer que seja. Estamos prontos para um possível combate de igual para igual, tanto na questão tecnológica quanto em matéria de estratégia”, alerta o porta-voz do Ministério da Defesa de Taiwan, Shih Shun-wen.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos