Executivos deverão receber bônus menos atrativos por 2012, diz estudo

SÃO PAULO - Os bônus pagos pelo desempenho em 2012 não devem ser maiores que os recebidos pelo ano de 2011, de acordo com uma pesquisa feita pela Mariaca, empresa especializada em gestão de capital humano. Entre os CEOs, presidentes e diretores consultados, 43,3% afirmaram que a bonificação anual deverá ser menor e 26,7% devem receber o mesmo valor pago por 2011.

Apenas 30% preveem aumento na bonificação. Na opinião dos executivos, a perspectiva pouco animadora se deve à baixa lucratividade das empresas brasileiras em 2012. “O setor financeiro, que tradicionalmente oferece bônus mais generosos a seus executivos, deve fechar o ano com rentabilidade menor, em decorrência da queda das taxas de juros”, afirma a presidente da Mariaca, Patricia Epperlein.

Políticas do governo também impactaram o setor de energia –– petróleo, energia elétrica e etanol, por exemplo ––, cujas empresas também deverão perder rentabilidade e, portanto, oferecer bônus menores.

“A remuneração variável deve refletir o momento de cautela das empresas em relação à economia interna. As projeções para o PIB (Produto Interno Bruto) estão cada vez mais pessimistas e o crescimento não deve ultrapassar 1% em 2012”, analisa Patricia.

Valor do bônus
A maior parte dos executivos brasileiros afirmou que os bônus pagos pelo desempenho em 2012 devem ser entre R$ 50 mil e R$ 100 mil, cerca de 24%. Outros 22% devem receber de R$ 20 mil a R$ 50 mil. Já para 16%, o bônus referente a 2012 deverá ser de até 20 mil.

Carregando...