Mercado abrirá em 6 h 54 min
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,30 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,36 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,14
    -2,14 (-2,81%)
     
  • OURO

    1.751,30
    -2,70 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    16.206,07
    -356,75 (-2,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    380,15
    -2,51 (-0,66%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,93 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.225,41
    -348,17 (-1,98%)
     
  • NIKKEI

    28.143,84
    -139,19 (-0,49%)
     
  • NASDAQ

    11.685,50
    -97,25 (-0,83%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6063
    -0,0181 (-0,32%)
     

Executivo da Nasdaq diz que mercado de criptomoedas está saturado

Nasdaq, uma das bolsas de valores mais famosas do mundo, entra no mercado de criptomoedas.
Nasdaq, uma das bolsas de valores mais famosas do mundo, entra no mercado de criptomoedas.

Um executivo da Nasdaq disse que o mercado de criptomoedas “está saturado” no varejo e que a bolsa não deve entrar no setor para concorrer em um cenário com falta de clareza regulatória.

A fala mostra que muitas empresas já se posicionaram no mercado de alguma forma, mas com cautela em seus movimentos iniciais.

No dia 20 de setembro, a Nasdaq entrou oficialmente no mercado de criptomoedas oferecendo um serviço de custódia, mostrando haver um interesse em lidar com essa tecnologia. Mas as negociações devem demorar mais para chegar na bolsa.

Executivo da Nasdaq diz que mercado de criptomoedas está saturado no varejo

Muitas corretoras de criptomoedas chegaram no mercado e começaram a permitir a negociação para clientes, com o setor em alta entre 2020 e 2021.

Bolsas de valores pelo mundo começaram a prestar atenção na indústria e lançaram vários produtos, tanto no Brasil com a B3, quanto nos EUA pela Nasdaq e NYSE.

Contudo, o vice-presidente da Nasdaq, Tal Cohen disse que o que falta para que a bolsa dos EUA lance sua própria corretora é uma maior clareza regulatória sobre o assunto.

Em entrevista à Bloomberg, Tal disse que o atual mercado de criptomoedas no varejo está saturado, ou seja, lançar mais uma empresa agora não ajuda os investidores e nem a Nasdaq a se destacar no setor.

“O mercado está saturado, muitas corretoras já atendem a base do varejo.”

Como lançamentos associados às criptomoedas estão sendo observados pelos reguladores com atenção, há um risco de se lançar um produto “perigoso”.

Dessa forma, o executivo da Nasdaq lembrou que ao lançar o serviço de custódia de criptomoedas, a bolsa já mostra aos investidores que é uma empresa de confiança para manter seus ativos seguros.

Segundo ele, criar essa confiança dará força para que a bolsa dos EUA no futuro lance mais novidades no setor.

Serviços cripto da Nasdaq serão ampliados com ajuda de ex-executivo da Gemini

Para fortalecer sua presença inicial no mercado de criptomoedas, a Nasdaq anunciou a contratação de um ex-executivo da corretora Gemini, que ajudará a lançar novidades sem atrair atenção dos reguladores.

O movimento da bolsa é totalmente oposto ao da B3 no Brasil, em que o CEO já descartou qualquer envolvimento com as criptomoedas diretamente, tendo foco apenas em tokenização e produtos financeiros.

Nos últimos dias, um VP da Nasdaq deu uma palestra sobre criptomoedas para brasileiros, mostrando que o entendimento da bolsa dos EUA sobre o assunto é destaque mundial.

Fonte: Livecoins

Veja mais notícias sobre Bitcoin. Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.