Mercado abrirá em 6 h 36 min
  • BOVESPA

    106.924,18
    +1.236,18 (+1,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.579,90
    +270,60 (+0,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,90
    -1,59 (-1,44%)
     
  • OURO

    1.803,10
    -5,10 (-0,28%)
     
  • BTC-USD

    29.725,78
    -69,10 (-0,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    666,92
    -14,18 (-2,08%)
     
  • S&P500

    4.023,89
    +93,81 (+2,39%)
     
  • DOW JONES

    32.196,66
    +466,36 (+1,47%)
     
  • FTSE

    7.418,15
    +184,81 (+2,55%)
     
  • HANG SENG

    19.942,41
    +43,64 (+0,22%)
     
  • NIKKEI

    26.547,05
    +119,40 (+0,45%)
     
  • NASDAQ

    12.279,75
    -103,00 (-0,83%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2536
    -0,0055 (-0,10%)
     

EXCLUSIVO-Rússia vê sua produção de petróleo cair até 17% em 2022, diz documento

Unidade de produção na Rússia

(Reuters) - A Rússia pode ver sua produção de petróleo cair até 17% em 2022, mostra um documento do Ministério da Economia visto pela Reuters na quarta-feira, enquanto o país enfrenta sanções ocidentais.

Segundo o documento, a produção de petróleo russa pode recuar para entre 433,8 milhões e 475,3 milhões de toneladas (equivalente à faixa de 8,68 milhões a 9,5 milhões de barris por dia) em 2022, de 524 milhões de toneladas em 2021.

Seria o menor nível desde 2003, quando a produção de petróleo da Rússia ficou em 421 milhões de toneladas.

Os Estados Unidos proibiram as importações de petróleo russo após o início do conflito na Ucrânia, ao mesmo tempo em que as sanções ocidentais contra bancos e navios russos prejudicaram o comércio de petróleo, uma das principais fontes de receita de Moscou. A União Europeia também está considerando banir totalmente o petróleo russo.

A escala do declínio da produção seria a mais significativa desde a década de 1990, quando a indústria do petróleo sofreu com subinvestimento.

A produção de petróleo russo começou a diminuir em março e caiu cerca de 7,5% em meados de abril.

A produção de petróleo na Rússia se recuperou no ano passado após um declínio em 2021, sua primeira queda anual desde 2008, devido às consequências da pandemia.

A Agência Internacional de Energia disse que o impacto das sanções e a aversão dos compradores ao petróleo russo terão pleno efeito a partir de maio.

O ministério não respondeu a um pedido de comentário.

O presidente russo, Vladimir Putin, ordenou que o governo fortaleça laços energéticos com a Ásia e diversifique o fornecimento de energia para fora da Europa.

As exportações de petróleo e gás também devem cair este ano, mostrou o documento. As exportações de petróleo devem recuar para entre 213,3 milhões e 228,3 milhões de toneladas (4,27 milhões a 4,57 milhões de bpd), ante 231 milhões de toneladas em 2021.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos