Mercado fechará em 4 h 38 min
  • BOVESPA

    108.192,70
    +255,59 (+0,24%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.890,59
    -708,79 (-1,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,51
    +0,20 (+0,24%)
     
  • OURO

    1.841,50
    -0,20 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    36.686,50
    +3.263,61 (+9,76%)
     
  • CMC Crypto 200

    835,57
    +24,97 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.410,13
    +12,19 (+0,28%)
     
  • DOW JONES

    34.364,50
    +99,13 (+0,29%)
     
  • FTSE

    7.360,18
    +63,03 (+0,86%)
     
  • HANG SENG

    24.243,61
    -412,85 (-1,67%)
     
  • NIKKEI

    27.131,34
    -457,03 (-1,66%)
     
  • NASDAQ

    14.208,25
    -292,75 (-2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1956
    -0,0331 (-0,53%)
     

EXCLUSIVO-Petrobras recebe ofertas por refinaria da Bahia na quinta-feira, dizem fontes

·2 min de leitura
.

Por Tatiana Bautzer e Carolina Mandl e Gram Slattery e Sabrina Valle

SÃO PAULO/RIO DE JANEIRO - A Petrobras espera receber na quinta-feira ofertas vinculantes para a segunda maior refinaria do Brasil, conforme cinco pessoas com conhecimento do assunto, dando largada a planos de se desfazer de mais de 10 bilhões de dólares em ativos.

Se a venda da refinaria Landulpho Alves for concluída, este seria o primeiro passo concreto nas tentativas da Petrobras de encerrar seu quase monopólio de refino no Brasil e abrir um dos dez principais mercados de combustível do mundo para investidores privados.

Entre os possíveis candidatos a compradores estão o fundo soberano dos Emirados Árabes Unidos, Mubadala Investment Co e a gigante de refino chinesa Sinopec.

O conglomerado indiano Essar Group, que possui operações de exploração em seu país e ativos de refino e distribuição de combustível na Grã-Bretanha, estava inicialmente interessado em uma refinaria menor da Petrobras, mas não se descarta que possa também concorrer à RLAM, disseram duas fontes.

Petrobras, Mubadala e Essar não quiseram comentar o assunto. A Sinopec não respondeu pedido de comentário.

Mais tarde, em comunicado após questionamento da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) sobre a reportagem da Reuters, a Petrobras confirmou que receberá propostas pela refinaria na Bahia na quinta-feira, mas não forneceu detalhes adicionais.

A Petrobras planeja vender metade de sua capacidade de refino, ou oito refinarias, começando com a primeira unidade de combustível do Brasil, construída em 1950 e também conhecida como RLAM.

Mesmo que o monopólio da Petrobras tenha sido extinto por lei há duas décadas, a estatal manteve o controle de mais de 98% da produção de combustível do Brasil.

A unidade pode processar 323 mil barris por dia, ou cerca de 14% da capacidade total do Brasil, e será vendida em conjunto com dutos e terminais. A planta requer reformas, de acordo com uma das fontes.

A pandemia de Covid-19 afetou o valor das refinarias que a Petrobras pretende vender até 2021. Com as pessoas isoladas em casa, a demanda mundial por combustíveis caiu, com consequente queda no preço do petróleo.

Nenhum grupo interessado na compra no pré-pandemia recuou de seus planos, disse uma das fontes, mas preços foram recalculados.

O processo de venda tem atrasado desde 2019. No início do ano, candidatos pediram mais tempo à Petrobras para buscar mais fontes de financiamento.

Com a pandemia, o processo atrasou novamente, diante de restrições a inspeções in loco que dificultaram o trabalho de avaliação conhecido como due diligence, informou a Reuters. A due diligence foi concluída em parte das refinarias, disseram duas fontes com conhecimento direto do assunto, e o mercado de capitais está retomando lentamente, permitindo ofertas de ações e vendas de dívidas.

Duas outras refinarias na região Sul do Brasil, a Refap, no Rio Grande do Sul, e a Repar, no Paraná, terão prazos finais para ofertas vinculantes no terceiro trimestre. O processo poderia começar ainda em julho, acrescentaram duas fontes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos