Mercado abrirá em 31 mins
  • BOVESPA

    121.113,93
    +412,93 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    62,94
    -0,19 (-0,30%)
     
  • OURO

    1.778,40
    -1,80 (-0,10%)
     
  • BTC-USD

    56.977,97
    +2.227,54 (+4,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.293,43
    -98,28 (-7,06%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,67 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.012,21
    -7,32 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    29.106,15
    +136,44 (+0,47%)
     
  • NIKKEI

    29.685,37
    +2,00 (+0,01%)
     
  • NASDAQ

    13.971,50
    -58,00 (-0,41%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7159
    +0,0298 (+0,45%)
     

EXCLUSIVO-China avalia nova bolsa para atrair empresas listadas no exterior, dizem fontes

·1 minuto de leitura

HONG KONG (Reuters) - A China está considerando estabelecer uma bolsa de valores para atrair empresas listadas no exterior e reforçar o status global de seus mercados de ações, disseram à Reuters duas fontes com conhecimento do assunto.

O Conselho de Estado do país pediu ao principal órgão regulador de valores mobiliários que conduzisse estudos sobre como projetar a bolsa, que teria como alvo as empresas chinesas listadas em mercados 'offshore', como Hong Kong e os Estados Unidos, disseram as fontes.

O governo espera que a iniciativa também atraia firmas globais, como Apple e Tesla, que teriam a opção de abrir negócios locais e listá-los na nova bolsa, disse uma das fontes.

O plano surge num momento em que Pequim e Washington seguem presos numa rivalidade caracterizada por medidas do órgão regulador de valores mobiliários dos EUA no sentido de expulsar as empresas chinesas das bolsas norte-americanas caso elas não cumpram os padrões de auditoria do país ocidental.

(Por Zhang Yan e Julie Zhu)