Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.235,76
    +1.584,71 (+1,46%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.808,21
    +566,41 (+1,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,83
    -0,10 (-0,11%)
     
  • OURO

    1.802,70
    -11,00 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    24.313,01
    +1.461,18 (+6,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    573,11
    +41,89 (+7,89%)
     
  • S&P500

    4.210,24
    +87,77 (+2,13%)
     
  • DOW JONES

    33.309,51
    +535,11 (+1,63%)
     
  • FTSE

    7.507,11
    +18,96 (+0,25%)
     
  • HANG SENG

    19.839,92
    +229,08 (+1,17%)
     
  • NIKKEI

    27.819,33
    -180,63 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    13.448,00
    +56,00 (+0,42%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2479
    +0,0015 (+0,03%)
     

EXCLUSIVO-Arábia Saudita e EAU estão prontos para ofertar mais petróleo em caso de crise

Marca da Opep

Por Dmitry Zhdannikov e Maha El Dahan

LONDRES/DUBAI (Reuters) - Os líderes da Opep Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos estão prontos para entregar um "aumento significativo" na produção de petróleo caso o mundo enfrente uma grave crise de oferta neste inverno, disseram fontes familiarizadas com o pensamento dos principais exportadores do Golfo.

Quando a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados (Opep+) https://www.reuters.com/business/energy/opec-meets-amid-output-struggles-us-pressure-more-oil-2022-08-03 decidiram na quarta-feira aumentar a produção de petróleo em apenas 100 mil barris por dia (bpd), quebrou-se um tabu com uma rara referência à capacidade produtiva ociosa do grupo.

A declaração dos produtores fez referência à "disponibilidade severamente limitada" da capacidade ociosa, dizendo que isso significava que era necessário mantê-la em reserva para "interrupções graves de fornecimento".

À primeira vista, isso parece um reconhecimento de que a Arábia Saudita, líder da Opep, quase não tem espaço para aumentar a produção, como mencionado pelo presidente francês Emmanuel Macron https://www.reuters.com/world/macron-tells-biden-that-uea-saudi-can-barely-raise-oil-output-2022-06-27 em uma conversa com o presidente dos EUA, Joe Biden, no mês passado.

Três fontes, falando sob condição de anonimato por causa da sensibilidade da questão, disseram que a Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos poderiam bombear "significativamente mais", mas só o fariam se a crise de abastecimento piorasse.

"Com possivelmente nenhum gás na Europa neste inverno, e potencial teto de preço ao petróleo russo, não podemos jogar todos os barris no mercado no momento", disse uma das fontes.

As fontes não quantificaram nenhum aumento, mas disseram que a Arábia Saudita, os Emirados Árabes Unidos e alguns outros membros da Opep possuem cerca de 2,0 a 2,7 milhões de bpd de capacidade de produção ociosa.

"A única vez que podemos provar que temos mais capacidade ociosa é quando se trata de uma crise duradoura", disse a fonte, acrescentando que seria quando os membros da Opep aumentariam a produção.

Isso pode acontecer ainda neste inverno, disseram as fontes, já que o impasse político e econômico entre a Rússia, membro da Opep+, e o Ocidente sobre a invasão da Ucrânia por Moscou não mostra sinais de abrandamento.

A invasão, iniciada em 24 de fevereiro, que Moscou chama de "operação militar especial", elevou os preços do gás europeu a recordes e elevou o petróleo Brent para máximas de 14 anos.

Como resultado, a inflação atingiu os máximos de várias décadas e os bancos centrais começaram a aumentar acentuadamente as taxas de juros.

(Por Dmitry Zhdannikov em Londres e Maha El Dahan em Dubai; reportagem adicional de Rowena Edwards)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos