Mercado abrirá em 53 mins
  • BOVESPA

    115.062,54
    -1.118,01 (-0,96%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.192,33
    +377,16 (+0,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,41
    -0,20 (-0,28%)
     
  • OURO

    1.772,80
    -22,00 (-1,23%)
     
  • BTC-USD

    48.042,93
    +447,20 (+0,94%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.238,38
    +41,16 (+3,44%)
     
  • S&P500

    4.480,70
    +37,65 (+0,85%)
     
  • DOW JONES

    34.814,39
    +236,82 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.042,74
    +26,25 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    24.667,85
    -365,36 (-1,46%)
     
  • NIKKEI

    30.323,34
    -188,37 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    15.460,00
    -44,00 (-0,28%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1659
    -0,0301 (-0,49%)
     

Excesso de e-mail pode levar à ansiedade no trabalho

·2 minuto de leitura
É um problema para muitos trabalhadores: um estudo da PandoDaily de alguns anos atrás, com base em dados coletados de 38.000 caixas de entrada, descobriu que a caixa de entrada média tem 8.024 e-mails. (MIKE CLARKE/AFP via Getty Images)
  • Caixa de entrada tem em média de 8024 e-mails

  • 20% das pessoas possuem mais de 100 mil e-mails

  • Dicas de como melhorar a situação da sua caixa de entrada

Uma pesquisa de 2020 aponta que 60% dos millennials têm ansiedade por causa do excesso de e-mails e uma porcentagem parecida sente-se assim no local de trabalho. É um problema para muitos trabalhadores: um estudo da PandoDaily de alguns anos atrás, com base em dados coletados de 38.000 caixas de entrada, descobriu que a caixa de entrada média tem 8.024 e-mails.

Em entrevista para o MarketWatch, a especialista em marketing Reva Minkoff, de Chicago, afirmou que tem mais de 630 mil e-mails em sua caixa de entrada. “É como um trabalho de tempo integral estar em cima disso. É muito difícil organizar”, diz ela. Minkoff não está sozinha. Com uma enxurrada diária de mensagens de amigos e colegas, além de um fluxo constante de solicitações, boletins informativos e muito mais, muitos de nós estamos lutando contra a sobrecarga de mensagens.

Esse mesmo estudo descobriu que cerca de 20% dos usuários têm caixas de entrada com mais de 21.000 e-mails, embora também tenha observado que a maioria das grandes caixas de entrada “possuem a menos de 100.000 e-mails”.

A publicitária Gia Vecchio, que mora na Filadélfia, em entrevista ao MarketWatch, que tem 158.000 e-mails em sua caixa de entrada. Mas Vecchio diz que prefere as coisas assim porque gosta de acessar mensagens mais antigas caso haja detalhes que possam ser relevantes. Uma coisa é ter os contatos de e-mail, diz ela, mas outra é ter os e-mails reais, que fornecem informações que podem ser valiosas mais tarde - digamos, sobre a qualidade do serviço de um fornecedor que ela contratou no passado. “Eu preciso do contexto”, diz Vecchio sobre sua justificativa para se recusar a deletar mensagens.

Uma caixa de entrada lotada pode ser um sinal de que você não está mantendo o controle de sua vida profissional, diz Carrie Greene, professora de negócios de Nova Jersey para o MarketWatch.

“O que está em sua caixa de entrada são decisões que você não tomou”, diz ela. Além disso, é o tipo de desordem de que simplesmente não precisamos: “Se você pensar bem, se fosse uma correspondência real, você manteria 300.000 peças?” ela diz. Greene aconselha os clientes a colocar os e-mails em uma das três categorias - o tipo com o qual você lida imediatamente, o tipo que você exclui e o tipo que você demora a lidar, mas apenas por um curto período. Em última análise, o objetivo é ter uma caixa de entrada vazia ou quase vazia, diz ela. “Do meu ponto de vista, não acho bom ter 100 e-mails na caixa de entrada”, conclui Greene.

Caso você tenha um excesso de e-mails na sua caixa de entrada, talvez, esteja na hora de rever suas newsletter, e-mails profissionais e até documentos que você guarda.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos