Mercado fechará em 2 horas 1 minuto
  • BOVESPA

    111.254,58
    +581,82 (+0,53%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.410,10
    +7,40 (+0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,63
    +0,67 (+0,81%)
     
  • OURO

    1.787,40
    +16,90 (+0,95%)
     
  • BTC-USD

    66.455,53
    +3.469,70 (+5,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.546,45
    +65,64 (+4,43%)
     
  • S&P500

    4.538,51
    +18,88 (+0,42%)
     
  • DOW JONES

    35.658,61
    +201,30 (+0,57%)
     
  • FTSE

    7.223,10
    +5,57 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    26.136,02
    +348,81 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    29.255,55
    +40,03 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    15.393,00
    -5,50 (-0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4599
    -0,0363 (-0,56%)
     

Examinador de trânsito é suspeito de oferecer CNH em troca de PIX de R$ 400

·2 minuto de leitura
In this photo illustration the close-up detail of the Carteira Nacional de Habilitação of Brazil (CNH)
In this photo illustration the close-up detail of the Carteira Nacional de Habilitação of Brazil (CNH)
  • Funcionário do Detran foi acusado de cobrar o 'quebra' na prova prática

  • O candidato que realizava o exame fez um boletim de ocorrência

  • Detran suspendeu preventivamente o credenciamento do funcionário

Quem não ama o Pix? Rápido e prático, o sistema de pagamento tornou as transações muito mais ágeis. O problema é que nem sempre ele é usado por quem tem boas intenções. Em uma cidade do estado de São Paulo, um examinador de trânsito foi acusado de cobrar um pagamento de R$ 400 via Pix para aprovar um candidato na prova prática do Detran.

Leia também:

A ocorrência aconteceu na última segunda-feira (20) na cidade de São José dos Campos, interior paulista. Após o registro do caso, o examinador foi levado à delegacia para prestar esclarecimentos e, até a conclusão das apurações, o Detran-SP suspendeu preventivamente o credenciamento do funcionário.

De acordo com o boletim de ocorrência, o candidato disse que já havia cometido dois erros durante a prova. Em seguida, recebeu um recado do examinador que seria reprovado a menos que efetuasse a transferência bancária. Caso o valor solicitado fosse enviado, o condutor seria aprovado e receberia a CNH em 30 dias.

Ainda segundo o BO, o investigado apresentou também um papel contendo um endereço de e-mail, que seria a chave para a transferência. Uma testemunha ouvida pela Polícia confirmou a versão do candidato. Já o acusado desmentiu que teria solicitado qualquer valor para aprovação e emissão da CNH.

“É nosso papel fiscalizar qualquer indício de fraude ou irregularidade, por isso sempre reforçamos a recomendação para que o cidadão denuncie e contribua neste enfrentamento. Para isso, atuamos com cada vez mais rigor para que situações como estas não se repitam”, diz o diretor-presidente do Detran-SP, Neto Mascellani.

Vale lembrar que o órgão de trânsito não pede qualquer valor ao candidato à habilitação para facilitar a aprovação. Aa taxas cobradas pelo departamento são fixas e cobrem apenas a realização do exame.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos