Mercado abrirá em 2 h 20 min

Exame positivo de Covid-19 deixa Hamilton "arrasado"

Por Abhishek Takle
·2 minuto de leitura
Heptacampeão de Fórmula 1 Lewis Hamilton

Por Abhishek Takle

MANAMA (Reuters) - O heptacampeão de Fórmula 1 Lewis Hamilton disse que ficou arrasado por ter sido diagnosticado com Covid-19, o que o deixou fora da penúltima corrida da temporada no Barein no domingo.

Será a primeira vez em que o piloto de 35 anos da Mercedes se ausenta de uma corrida de F1 em uma carreira que começou na McLaren em 2007.

O piloto mais bem-sucedido da história do esporte, que tem o recorde de 95 vitórias e 98 pole positions, disse em uma rede social que teve três exames negativos na semana passada, mas que acordou com sintomas leves na segunda-feira.

O britânico disse que pediu outro exame, que voltou positivo, e iniciou imediatamente um auto-isolamento de dez dias, descartando o Grande Prêmio de Sakhir e provocando dúvidas sobre a última prova em Abu Dhabi no final de semana seguinte.

"Estou arrasado por não poder correr neste final de semana, mas minha prioridade é seguir os protocolos e conselhos para proteger outros", disse.

"Tenho muita sorte de estar me sentindo bem, só com sintomas leves, e farei meu melhor para ficar em forma e saudável."

Hamilton disse que ele e a equipe adotaram todas as precauções possíveis e seguiram todos os regulamentos para se manterem em segurança desde que a temporada começou.

A Mercedes disse que ele teve um exame negativo no circuito na tarde de domingo, mas que na segunda-feira foi informado de que "um contato anterior à chegada ao Barein subsequentemente deu resultado positivo".

O britânico conquistou seu sétimo título, que igualou um recorde, no mês passado na Turquia, e obteve sua 11ª vitória da temporada no Barein no domingo.

A Mercedes já conquistou o título de construtores pelo sétimo ano consecutivo, algo inédito.

Hamilton não conseguirá igualar o recorde de vitórias em uma única temporada – Michael Schumacher e Sebastian Vettel dividem a marca com seus 13 êxitos.

Hamilton também detém o recorde de 48 chegadas sucessivas com pontos e largou em 265 corridas consecutivas.

A Mercedes disse que anunciará um piloto substituto para Sakhir no devido momento.

O belga Stoffel Vandoorne, que corre com a equipe de Formula E da Mercedes e tinha voo marcado para o Barein mesmo antes do teste positivo de Hamilton, e o mexicano Esteban Gutiérrez são os pilotos reserva da equipe. O britânico George Russell, que corre na Williams com motor Mercedes, é outra possibilidade.

(Reportagem adicional de Alan Baldwin em Londres)