Mercado fechado

Ex-Timão relata aprendizado com Tite e projeta bom ano nos Emirados

LANCE!
·2 minutos de leitura


Em 2013, após o Corinthians se sagrar campeão mundial, um jovem chamava a atenção do técnico Tite. Aos 19 anos, Dedê Costa era observado de perto pelo atual treinador da seleção brasileira. Vindo do Juventude, O meia-atacante logo conseguiu subir aos profissionais. No elenco de cima, atuou ao lado de nomes como Alexandre Pato, Guerrero, Emerson Sheik e companhia.

Dedê relembrou aquela época com a camisa alvinegra e contou por que acabou tendo poucas oportunidades para mostrar seu futebol.

- Acredito que pelo momento em que estávamos passando. A gente vinha de duas competições muito difíceis e que estávamos muito bem. E claro, nosso elenco era muito qualificado, com grandes nomes como Guerrero, Pato, Sheik, Romarinho, entre outros. Acabou sendo muito difícil ter uma oportunidade, mais isso acaba sendo normal nesse período de transição - declarou.

Após sair do Corinthians, Dedê rodou por alguns clubes de menor expressão do Brasil. Em 2014, o jogador viveu seu pior drama da carreira, quando passou um ano sem atuar, devido a uma lesão no tornozelo. Hoje atuando no Al Bataeh, dos Emirados Árabes Unidos, o meia-atacante comenta sobre o aprendizado adquirido no período que passou no Corinthians.

- Eu diria que adquiri muita experiência durante esse período no Corinthians. Aprendi a escutar mais, ser mais disciplinado, ter mais personalidade dentro de campo, confiança. Isso acaba influenciando muito dentro de campo. Claro, todas essas influências você acaba levando pra sua vida pessoal. Eu diria que esses foram os principais ensinamentos e carrego comigo até hoje.

A equipe do brasileiro disputa a segunda divisão do futebol dos Emirados Árabes Unidos. Com início previsto para setembro, Dedê espera fazer uma boa temporada individualmente e ajudar a conseguir os objetivos do clube.

- Espero conseguir manter o ótimo desempenho das temporadas anteriores. Espero atingir minhas metas pessoais e consequentemente, conseguirmos os objetivos do clube que é o mais importante - completou.