Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.646,40
    -989,99 (-0,82%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.125,71
    -369,70 (-0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    53,28
    +0,30 (+0,57%)
     
  • OURO

    1.871,10
    +30,90 (+1,68%)
     
  • BTC-USD

    34.886,39
    +486,42 (+1,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    691,14
    -9,47 (-1,35%)
     
  • S&P500

    3.851,85
    +52,94 (+1,39%)
     
  • DOW JONES

    31.188,38
    +257,86 (+0,83%)
     
  • FTSE

    6.740,39
    +27,44 (+0,41%)
     
  • HANG SENG

    29.962,47
    +320,19 (+1,08%)
     
  • NIKKEI

    28.523,26
    -110,20 (-0,38%)
     
  • NASDAQ

    13.292,00
    +306,50 (+2,36%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4054
    -0,0932 (-1,43%)
     

Ex do sertanejo Marlon diz que mulher de Maicon sabia de traição e rompe com ela: 'Dei block'

Extra
·1 minuto de leitura

A polêmica separação do sertanejo Marlon, da dupla com o irmão Maicon, continua rendendo. Letícia Oliveira, ex-mulher do cantor, contou em uma live com seguidores no Instagram que rompeu relações com a mulher de Maycon, seu ex-cunhado. O motivo? A proximidade dela com atual do seu ex-marido.

Questionada por um seguidor, Letícia disse que parou de seguir e de falar com a ex-concunhada após ver que ela curtiu a foto que Maria Clara, sua ex-melhor amiga, publicou de mãos dadas com seu ex-marido e assumindo o romance.

"Se ela curtiu, é porque sabia da traição (de Marlon com Maria Clara), então fui lá e dei block", contou, afirmando ainda que não chegou a receber nenhuma intimação referente à queixa que o ex-marido e a atual fizeram contra ela por calúnia e difamação.

O sertanejo, inclusive, tentou um processo contra a imprensa. para impedir publicações sobre o fim do seu casamento. A ação foi protocolada na Vara do Juizado Especial Cível do Foro Central, em São Paulo, no dia 19 de novembro, e o cantor alega que sua imagem está sendo prejudicada pela ex. No entanto, a juíza Eliana Adorno de Toledo Tavares indeferiu o pedido no mesmo dia, alegando que "a liberdade de imprensa deveprevalecer à tentativa de censura".