Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.888,33
    -1.687,14 (-1,53%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.759,33
    +85,03 (+0,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,22
    -0,31 (-0,68%)
     
  • OURO

    1.780,30
    -7,80 (-0,44%)
     
  • BTC-USD

    19.409,01
    0,00 (0,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    381,22
    +16,62 (+4,56%)
     
  • S&P500

    3.617,51
    -20,84 (-0,57%)
     
  • DOW JONES

    29.578,92
    -331,45 (-1,11%)
     
  • FTSE

    6.266,19
    -101,39 (-1,59%)
     
  • HANG SENG

    26.341,49
    -553,19 (-2,06%)
     
  • NIKKEI

    26.433,62
    -211,09 (-0,79%)
     
  • NASDAQ

    12.258,00
    +0,50 (+0,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3920
    +0,0174 (+0,27%)
     

Ex-mulher de Bolsonaro teve 2 mil votos e não se elegeu

Ana Paula Ramos
Rogéria Bolsonaro, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro, e seu filho Carlos Bolsonaro (Foto: Reprodução)
Rogéria Bolsonaro, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro, e seu filho Carlos Bolsonaro (Foto: Reprodução)

Rogéria Bolsonaro, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro e mãe de Flávio, Carlos e Eduardo Bolsonaro, não se elegeu à Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro.

Candidata pelo Republicanos, ela recebeu 2.033 votos, no domingo (15).

Leia também

O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos) perdeu em 33,5% dos votos em comparação com 2016 e ficou em segundo lugar na disputa da Câmara.

Tarcísio Mota, do PSOL, obteve 86.243 votos e foi o mais votado para a Câmara carioca.