Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.471,92
    +579,92 (+0,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.723,43
    -192,77 (-0,41%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,12
    -0,89 (-1,00%)
     
  • OURO

    1.790,50
    -0,70 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    23.193,42
    +28,07 (+0,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    533,20
    -2,02 (-0,38%)
     
  • S&P500

    4.145,19
    -6,75 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    32.803,47
    +76,67 (+0,23%)
     
  • FTSE

    7.439,74
    -8,32 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    20.201,94
    +27,94 (+0,14%)
     
  • NIKKEI

    28.175,87
    +243,67 (+0,87%)
     
  • NASDAQ

    13.183,25
    -45,50 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2565
    -0,0101 (-0,19%)
     

Ex-ministro de Finanças britânico diz que inflação é prioridade, não corte de impostos

Ex-ministro de Finanças do Reino Unido, e favorito na corrida ao cargo de premier britânico, Rishi Sunak em Londres

LONDRES (Reuters) - O ex-ministro de Finanças britânico Rishi Sunak disse que a prioridade econômica caso ele se torne primeiro-ministro será combater a inflação alta, não os cortes de impostos prometidos por alguns de seus rivais na corrida para substituir Boris Johnson.

A inflação dos preços ao consumidor no Reino Unido em 12 meses atingiu uma máxima de 40 anos de 9,1% em maio, e o Banco da Inglaterra, banco central britânico, prevê que excederá 11% em outubro, quando as tarifas reguladas de energia doméstica aumentarem.

"Acredito que nossa prioridade econômica número um é combater a inflação e não piorá-la", disse Sunak à rádio BBC nesta quinta-feira. "Vou reduzir os impostos neste Parlamento, mas vou fazê-lo com responsabilidade, porque não corto impostos para ganhar eleições, ganho eleições para cortar impostos", acrescentou.

Sunak, cuja renúncia na semana passada ajudou a desencadear a queda do governo de Johnson, está liderando um campo de seis candidatos após o primeiro turno de votação na quarta-feira.

Ele obteve 88 votos de seus colegas parlamentares conservadores, à frente da ministra do Comércio Penny Mordaunt, com 67, e da secretária de Relações Exteriores, Liz Truss, com 50.

Sunak rejeitou sugestões de que sua riqueza tenha prejudicado sua capacidade de entender as pressões financeiras enfrentadas por milhões de britânicos --ao relutar, por exemplo, em apoiar refeições financiadas publicamente para crianças pobres durante as férias escolares.

Sunak e sua esposa Akshata Murthy foram incluídos em uma lista dos 250 residentes britânicos mais ricos publicada pelo jornal Sunday Times em maio.

(Reportagem de Muvija M, Paul Sandle e Kate Holton)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos