Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.523,47
    -1.617,17 (-1,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.049,05
    +174,14 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,23
    -2,65 (-3,49%)
     
  • OURO

    1.865,90
    -50,40 (-2,63%)
     
  • BTC-USD

    23.336,97
    -193,83 (-0,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    535,42
    -1,43 (-0,27%)
     
  • S&P500

    4.136,48
    -43,28 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    33.926,01
    -127,93 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.901,80
    +81,64 (+1,04%)
     
  • HANG SENG

    21.660,47
    -297,89 (-1,36%)
     
  • NIKKEI

    27.509,46
    +107,41 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.616,50
    -230,25 (-1,79%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5385
    +0,0488 (+0,89%)
     

Ex-ministro da Educação apoia Jorge Paulo Lemann em meio à crise da Americanas

***ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF,  BRASIL,  09-10-2018, O senador Cristovam Buarque (PPS) durante entrevista à Folha em seu gabinete. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, BRASIL, 09-10-2018, O senador Cristovam Buarque (PPS) durante entrevista à Folha em seu gabinete. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-senador e ex-ministro da Educação Cristovam Buarque enviou mensagem a amigos em grupo de WhatsApp para dar apoio a Jorge Paulo Lemann, um dos membros do trio de bilionários que são acionistas de referência da Americanas.

Em meio à crise desencadeada na varejista pelo escândalo contábil de R$ 20 bilhões, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) decidiu investigar Lemann, Beto Sicupira e Marcel Telles.

Em apoio a Lemann, o ex-ministro diz que o Brasil precisa de mais empresários humanistas como ele, que defendem a educação.

"Nunca fiz negócio com Jorge Paulo Lemann, não conheço sua carreira empresarial, nem sei seu papel na crise que a Americanas atravessa. Mas sei que ele faz parte de um raro grupo de empresários globais que dedicam parte de suas fortunas e agendas ao problema da educação no mundo", escreveu Buarque.

"Estive em alguns dos centros que ele criou em universidades do mundo, acompanho seus investimentos e cuidados com educação de base no Brasil, convivo com jovens líderes que ele ajudou a formar para serem políticos educacionistas, por isto dou meu testemunho que o Brasil precisa de mais humanistas como ele", diz a mensagem.