Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.611,65
    +1.322,47 (+1,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.466,02
    -571,03 (-1,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,95
    +0,34 (+0,39%)
     
  • OURO

    1.797,70
    +4,60 (+0,26%)
     
  • BTC-USD

    36.883,18
    +644,30 (+1,78%)
     
  • CMC Crypto 200

    833,30
    +13,79 (+1,68%)
     
  • S&P500

    4.326,51
    -23,42 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.160,78
    -7,31 (-0,02%)
     
  • FTSE

    7.554,31
    +84,53 (+1,13%)
     
  • HANG SENG

    23.717,50
    -89,50 (-0,38%)
     
  • NIKKEI

    26.575,10
    +404,80 (+1,55%)
     
  • NASDAQ

    14.118,00
    +131,25 (+0,94%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0248
    +0,0008 (+0,01%)
     

Ex-jogador francês insunua que prêmio de melhor do mundo é racista: 'somos todos macacos'

·2 min de leitura

O ex-jogador de futebol Patrice Evra, franco-senegalês que passou por clubes como Manchester United e Juventus, veio a público nas redes sociais para questionar a France Football, empresa responsável pelo prêmio Bola de Ouro, que premiou Messi como o melhor jogador do mundo de 2021.

Segundo Evra, o prêmio de melhor goleiro, que foi entregue ao italiano Gianluigi Donnarumma, deveria ter sido de Edouard Mendy, do Chelsea.

- E o Mendy? Vocês sabem, é a Taça Africana... Nós somos os macacos e ninguém respeita essa competição. Temos a única competição em que temos de deixar o clube por três semanas para jogar o troféu de seleções, porque, enfim, em África temos sempre pouco espaço. Mas as coisas vão mudar… - disse o ex-lateral esquerdo em vídeo.

Mendy, que representa a seleção do Senegal, em segundo lugar, seguido do esloveno Jan Oblak.

No vídeo, com duração de mais de seis minutos, Evra também questionou a premiação dada ao jogador argentino Lionel Messi, apesar de parabenizar e elogiar o jogador. - Eles até premiaram Robert Lewandowski, mas me sinto mal por ele porque tiveram de criar um troféu para ele porque se sentiram culpados - disse.

Evra também lamentou o que chamou de "mentiras" de Pascal Ferré, chefe de redação da revista "France Football" - publicação responsável pela atribuição da Bola de Ouro -, que afirmou, recentemente, que o jjogador portugês Cristiano Ronaldo teria dito que possuía o objetivo de terminar a carreira com mais prêmios que Lionel Messi.

- Parem de falar besteira, parem de usar as pessoas para se promoverem - lamentou o que segundo ele, "tira a diversão do futebol".

Ele sugeriu que há corrupção nas instituições futebolísticas, sem citar nomes, e falou que vê problemas no futebol. - Eu não sou ninguém para dizer quem merece ou não, mas acredito que as pessoas concordem comigo, eu vejo os comentários. (...) Se eu postar uma enquete perguntando quem merece o prêmio, Messi ou Lawandoski, Levandoswki ganharia - declarou.

Evra não economizou elogios a Messi e disse que ele está em uma ótima temporada, além de compreender que os fãs do argentino o defendam. Segundo o ex-jogador, as mídias sociais são um lugar de partilhar opiniões e estabelecer diálogos, por isso gravou o vídeo. Assista na íntegra [em inglês]:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos