Mercado fechará em 3 h 45 min
  • BOVESPA

    121.277,98
    -2.298,59 (-1,86%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.110,53
    -523,38 (-1,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,26
    -2,30 (-3,26%)
     
  • OURO

    1.813,40
    -0,70 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    39.460,21
    +1.398,71 (+3,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    973,43
    +46,66 (+5,03%)
     
  • S&P500

    4.408,18
    -14,97 (-0,34%)
     
  • DOW JONES

    34.847,47
    -268,93 (-0,77%)
     
  • FTSE

    7.123,86
    +18,14 (+0,26%)
     
  • HANG SENG

    26.426,55
    +231,73 (+0,88%)
     
  • NIKKEI

    27.584,08
    -57,75 (-0,21%)
     
  • NASDAQ

    15.050,00
    +3,75 (+0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1870
    +0,0215 (+0,35%)
     

Ex-funcionários do WhatsApp lançam app de mensagens com foco em privacidade

·2 minuto de leitura

O WhatsApp é o mensageiro mais popular do Brasil e do mundo, mas usuários de todo o planeta continuam desconfiados com a interferência do seu proprietário, o Facebook, no serviço — e polêmicas como a mudança nos termos de uso não ajudam em nada na correção dessa impressão. Por isso, alternativas como Telegram e Signal surfam nessa onda e prometem ser soluções mais seguras, privativas e completas.

Outra plataforma que fez sua estreia recentemente e tentará abocanhar os utilizadores descontentes com o “Zap” é o HalloApp. Ele é como uma mistura de WhatsApp e Facebook, mas de forma mais intimista e sem anúncios.

HalloApp promete entregar mensagens sem comprometer sua privacidade (Imagem: Divulgação/HalloApp)
HalloApp promete entregar mensagens sem comprometer sua privacidade (Imagem: Divulgação/HalloApp)

Diferente das alternativas que existem no segmento, HalloApp se destaca pelo currículo de seus criadores, Neeraj Arora e Michael Donohue, dois ex-funcionários do próprio WhatsApp. A dupla trabalhou no concorrente antes, durante e depois da aquisição pelo Facebook, lá em 2014, então, acompanharam todas as mudanças do mensageiro. Arora foi diretor de negócios do WhatsApp até 2018, enquanto Donohue atuou como diretor de engenharia por quase nove anos, até que saiu da empresa em 2019.

E o HalloApp?

O HalloApp se apresenta como um lugar para acompanhar a vida de quem é próximo a você (o bastante para ter o número de telefone em sua lista de contatos) e conversar com essas pessoas em chats diretos ou em grupos, assim como acontece nos principais mensageiros. A mistura, porém, vive na Home (uma das guias do app), que permite que usuários compartilhem fotos, vídeos e frases com seus contatos e impulsionem conversas casuais, como em uma rede social convencional.

O aplicativo se descreve como “verdadeiramente privado” e diz que trata a privacidade como “um direito básico”. Para atender a essa visão, o serviço alega não coletar, armazenar ou utilizar qualquer informação do usuário, tampouco exibe propagandas. Conversas nele são todas criptografadas de ponta a ponta, assim como nos principais mensageiros.

Só para amigos

“Imagine ter amigos online que são realmente seus amigos. Imagine ter um feed que não seja composto por pessoas e publicações que você não se importa”, diz um texto na página oficial do app.

A publicação destaca que o HalloApp é avesso a qualquer método para prender e viciar usuários. “Sem seguidores, bots, trolls, algoritmos, influenciadores, filtros, cansaço, propaganda ou informações falsas se espalhando como incêndios”, explica a publicação.

Não está claro como o aplicativo se sustenta, já que a instalação é gratuita e propagandas não fazem parte da receita do HalloApp. O lançamento do app é tão recente que, até agora, ele acumula apenas mais de 1 mil instalações.

HalloApp está disponível para Android e iOS.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos