Mercado fechado

Ex-"Bake Off Brasil" conta ter sido estuprado e roubado em encontro por aplicativo

Giselle de Almeida
·2 minuto de leitura
Murilo Marques participou do reality "Bake Off Brasil". Foto: divulgação/SBT
Murilo Marques participou do reality "Bake Off Brasil". Foto: divulgação/SBT

Ex-participante do “Bake Off Brasil”, Murilo Marques revelou que foi vítima de violência em um falso encontro marcado por aplicativo, em São Paulo, na última semana. Ele fez o desabafo no Twitter sobre o episódio para servir de alerta: o golpista o dopou, estuprou e roubou dinheiro de várias contas.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

“Eu entrei para a estatística! Caí num golpe: fui dopado, violado e roubado em minha casa”, lamentou Murilo.

Leia também:

A seguir, ele descreve o encontro: assim que os dois começaram a ter intimidade física, o visitante anunciou que era um garoto de programa e cobrou um pagamento.

Com um máquina de cobrança em mãos, exigiu a senha dos cartões do anfitrião. Agredido com um soco, Murilo foi obrigado a passar a informação.

Confuso, o ex-participante do reality logo desconfiou que havia sido dopado. O estupro aconteceu em seguida. “Eu só lembro dele me estuprando com a mão enquanto eu me debatia. Não sei quanto tempo durou, não sei o quanto eu resisti, mas fui estuprado”, contou.

Depois de passar mal, ele conseguiu pedir socorro a um vizinho e ao namorado, Renan. Os cartões foram bloqueados, e Murilo foi à polícia para prestar queixa. “A delegacia é um ambiente nada acolhedor. Eles me ouviram mas minha privacidade foi violada, tive que contar a história diante de vítimas de outros crimes, você está fragilizado, traumatizado, sujo e durante seu depoimento ouve piadinhas paralelas, é deprimente”, desabafou.

O dia terminou com a saga de tentar recuperar os mais de R$ 70 mil subtraídos pelo golpista. Murilo explicou as orientações de cada banco, mas percebeu que cancelar as operações feitas pelo agressor seria difícil.

“Me ajudem a espalhar esse relato, façam chegar aos bancos, eu não estou pedindo para ganhar dinheiro, eu só preciso que eles devolvam o que é meu e que foi tirado de mim durante um crime”, pediu Murilo.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube