Mercado abrirá em 3 h 34 min
  • BOVESPA

    108.095,53
    +537,86 (+0,50%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.056,27
    +137,99 (+0,27%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,50
    +0,14 (+0,19%)
     
  • OURO

    1.787,00
    +1,50 (+0,08%)
     
  • BTC-USD

    49.584,29
    -890,99 (-1,77%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.296,22
    -8,90 (-0,68%)
     
  • S&P500

    4.701,21
    +14,46 (+0,31%)
     
  • DOW JONES

    35.754,75
    +35,32 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.346,75
    +9,70 (+0,13%)
     
  • HANG SENG

    24.254,86
    +257,99 (+1,08%)
     
  • NIKKEI

    28.725,47
    -135,15 (-0,47%)
     
  • NASDAQ

    16.379,00
    -13,25 (-0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2698
    -0,0043 (-0,07%)
     

Ex-autoridade do FMI afirma que Argentina não pagará ao Fundo

·1 min de leitura

NOVA YORK (Reuters) - Um ex-funcionário do Fundo Monetário Internacional (FMI) disse que a Argentina "não vai pagar" ao Fundo e que qualquer acordo do país com a instituição será um "curativo temporário".

"A Argentina não vai pagar ao FMI. A Argentina não vai fazer boas políticas institucionais macro-micro", disse Alejandro Werner, que foi chefe do Departamento do Hemisfério Ocidental do FMI por quase uma década antes de deixar o cargo, em agosto.

A Argentina está negociando um programa para substituir um acordo fracassado de 2018 que a deixou como a maior devedora, de longe, ao Fundo, com cerca de 45 bilhões de dólares em dívidas. Se o acordo atual não for modificado, pagamentos de cerca de 19 bilhões de dólares vencem no próximo ano.

"Voltaremos a atrasos ou quase-atrasos (na dívida). No fim das contas, (o acordo) não vai ser um instrumento de boas políticas e, do lado dos fluxos, não vai mudar nada", disse Werner.

Nem o FMI nem o governo argentino responderam imediatamente a pedidos de comentários.

(Por Rodrigo Campos em Nova York e Hugh Bronstein e Maximilian Heath em Buenos Aires)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos