Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    33.759,04
    +1.391,67 (+4,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Ex-astronauta da NASA voltará ao espaço em 1º missão privada da Axiom Space

·3 minuto de leitura

O ex-astronauta da NASA, Michael López-Alegría, será o quarto tripulante da Axiom Mission 1 (Ax-1), a primeira missão privada da Axiom Space — empresa na qual López-Alegria atua como vice-presidente de desenvolvimento de negócios. Após se aposentar em 2012, ele se dedicou ao setor de voos espaciais comerciais e, agora, terá mais uma oportunidade de visitar a Estação Espacial Internacional (ISS) em 2022.

Nascido na Espanha, López-Alergía cresceu na Califórnia. Em 1980, tornou-se engenheiro da Marinha dos Estados Unidos, onde se especializou em engenharia aeronáutica. Depois atuou como piloto e, então, como astronauta da NASA. Durante seu tempo na agência espacial, ele realizou três missões com o ônibus espacial e uma longa estadia a bordo da ISS — totalizando, até agora, cerca de 10 caminhadas espaciais. Em setembro de 2016, realizou sua última missão como astronauta, na qual foi o comandante da Expedição 14.

Michael López-Alegría em sua quarta e última missão da NASA, ao lado de Anousheh Ansari (Imagem: Reprodução/NASA)
Michael López-Alegría em sua quarta e última missão da NASA, ao lado de Anousheh Ansari (Imagem: Reprodução/NASA)

Aos 62 anos, López-Alegría diz que voltar ao espaço é um sonho que se torna realidade, e que essa decisão não foi nada difícil, apesar de nunca ter feito parte de seus planos depois da aposentadoria. Desde que começou a trabalhar na Axiom, em 2017, essa possibilidade nunca havia sido levantada. “Para ser honesto, eu não esperava nada assim. Quando saí da NASA, estava muito contente com minha carreira e pronto para fazer algo diferente", explica o ex-astronauta.

Além da Axiom, López-Alegría trabalhou como presidente da Commercial Spaceflight Federation (CSF), um inciativa privada da indústria de voos espaciais que atua como promotora do voo espacial humano e a segurança do setor como um todo. Também serviu ao Comitê de Exploração Humana e Operações do Conselho Consultivo da NASA, e do Comitê Consultivo de Transporte Espacial Comercial da Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla em inglês). Atualmente, ele é presidente do Comitê de Voo Espacial Comercial da ASTM Internacional e da Association of Space Explorers dos EUA, uma organização de ex-astronautas e ex-cosmonautas.

Os tripulantes da missão Ax-1 serão lançados pelo foguete Falcon 9, a bordo da cápsula Crew Dragon, ambos da SpaceX (Imagem: Reprodução/SpaceX)
Os tripulantes da missão Ax-1 serão lançados pelo foguete Falcon 9, a bordo da cápsula Crew Dragon, ambos da SpaceX (Imagem: Reprodução/SpaceX)

Em meio ao debate acerca do turismo espacial e o acesso ao espaço, López-Alegría diz que, embora esta missão ainda não reapresente uma democracia, é um passo nessa direção. E não é a primeira vez que ele participa de um voo desse tipo: em setembro de 2006, ele foi à ISS a bordo da espaçonave russa Soyuz. “Isso plantou a semente dessa ideia de democratização do espaço”, ressalta López-Alegría. De cético, ele passou a ser um defensor ativo da comercialização do voo espacial.

Para López-Alegría, esta missão privada da Axiom não terá nada de turismo espacial, pois é um projeto que demanda muito trabalho e preparo e não existe tempo para “relaxar”. Além dele, estão confirmados para a missão o empresário norte-americano Larry Connor, o ex-piloto israelense Eytan Stibbe e o filantropo canadense Mark Pathy. A Ax-1 terá dez dias de duração a bordo da ISS; no entanto, ainda não há uma data definida, ainda que a Axiom mantenha a meta para janeiro de 2022.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos