Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.812,50
    -18,70 (-1,02%)
     
  • BTC-USD

    41.512,12
    +2.505,53 (+6,42%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

Exército dos EUA vai testar pílula do rejuvenescimento; entenda

·1 minuto de leitura

O Comando de Operações Especiais dos Estados Unidos (SOCOM, na sigla em inglês), organização que administra as Forças Especiais, vai iniciar em breve os testes clínicos de uma “pílula do rejuvenescimento”, capaz de interromper alguns efeitos degenerativos naturais do envelhecimento.

A pílula envolve o que os pesquisadores chamaram de “pequena molécula de desempenho humano”, que será transformada em uma forma nutracêutica, ou seja, um tipo de suplemento alimentar que contém compostos bioativos extraídos dos alimentos e que possuem benefícios para o organismo.

A ideia é aumentar a prontidão dos militares para as missões, melhorando as características de desempenho que normalmente diminuem com a idade. Segundo os especialistas, esse tipo de droga tem algumas vantagens terapêuticas: a maioria pode ser administrada por via oral e pode passar através das membranas celulares para atingir alvos intracelulares.

(Imagem: HalGatewood/Unsplash)
(Imagem: HalGatewood/Unsplash)

A Food and Drug Administration (FDA) dos EUA não regulamenta os nutracêuticos, o que significa que eles estão isentos dos padrões que ajudam a regulamentar os medicamentos prescritos, por exemplo. A empresa responsável, MetroBiotech, alega que esse medicamento pode ajudar a desacelerar a neurodegeneração, diminuir a inflamação no corpo e aumentar a proteção cardíaca.

A MetroBiotech também diz que o medicamento em questão pode reduzir os efeitos funcionais do envelhecimento no corpo. Mas os testes clínicos irão percorrer um longo caminho para confirmar o que é ou não tratado pelo medicamento.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos