Mercado fechado
  • BOVESPA

    130.091,08
    -116,88 (-0,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.908,18
    -121,36 (-0,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,62
    +0,50 (+0,69%)
     
  • OURO

    1.855,40
    -1,00 (-0,05%)
     
  • BTC-USD

    40.015,91
    -83,07 (-0,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    992,75
    -17,86 (-1,77%)
     
  • S&P500

    4.246,59
    -8,56 (-0,20%)
     
  • DOW JONES

    34.299,33
    -94,42 (-0,27%)
     
  • FTSE

    7.172,48
    +25,80 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    28.574,52
    -64,01 (-0,22%)
     
  • NIKKEI

    29.365,43
    -75,87 (-0,26%)
     
  • NASDAQ

    14.035,50
    +5,25 (+0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1129
    -0,0050 (-0,08%)
     

Exército dos EUA pretende implantar novo ‘cão de guerra’ para atuar em combates intensos

·1 minuto de leitura
Exército dos EUA pretende implantar novo ‘cão de guerra’ para atuar em combates intensos
Exército dos EUA pretende implantar novo ‘cão de guerra’ para atuar em combates intensos

O Exército dos Estados Unidos estuda implantar um novo ‘cão de guerra’ totalmente robotizado para atuar em regiões de difícil acesso e combates intensos, com movimentos similares ao do animal.

A pesquisa está sendo conduzida pelo Comando de Desenvolvimento de Capacidades de Combate do Exército norte americano. A ideia é criar uma plataforma militar autônoma com quatro pernas e com eficiência comparada a outros veículos terrestres.

A possível utilização de um ‘cão de guerra’ pelo Exército dos Estados Unidos ainda vai passar por muitas fases de testes até que seja, realmente, implantada nos combates.

Se tudo der certo, a utilização do ‘robô’ pode marcar um divisor de águas no desenvolvimento de veículos autônomos no Exército norte-americano. Isso porque até hoje nenhum projeto colocou em prática algo parecido.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!