Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.380,49
    -948,51 (-0,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.683,55
    -126,65 (-0,28%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,19
    -0,08 (-0,15%)
     
  • OURO

    1.854,40
    -1,80 (-0,10%)
     
  • BTC-USD

    32.849,53
    +60,21 (+0,18%)
     
  • CMC Crypto 200

    669,92
    +59,92 (+9,82%)
     
  • S&P500

    3.841,47
    -11,60 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    30.996,98
    -179,02 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.695,07
    -20,35 (-0,30%)
     
  • HANG SENG

    29.717,95
    +270,10 (+0,92%)
     
  • NIKKEI

    28.761,15
    +129,70 (+0,45%)
     
  • NASDAQ

    13.438,50
    +77,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6547
    +0,0027 (+0,04%)
     

Volta às aulas 2021: O que é aula remota?

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
Getty Images
Getty Images

Uma das mudanças causadas pela pandemia de Covid-19 que será sentida por algum tempo, e que fará parte da rotina das pessoas em 2021 são as aulas remotas e online. O conceito foi adotado como alternativa aos encontros presenciais em sala de aula em 2020, e a tendência é que ainda seja bastante utilizado em 2021.

Aula remota é diferente de ensino à distância (também conhecido como EaD). O ensino remoto tem diferenças em dinâmica, distribuição de material didático, cronograma e também nas maneiras em como os estudantes poderão participar das aulas e tirar dúvidas com os professores.

Entenda o que é aula remota

A aula remota se baseia principalmente nas transmissões (ao vivo ou gravadas) nos mesmos dias habituais dos encontros presenciais da turma e mantendo a carga horária. Dessa maneira, há contato constante entre professores e alunos, com possibilidade maior de interação e questionamentos dos estudantes, além dos professores darem mais instruções para atividades e avaliações. No EaD, há mais aulas gravadas, que os alunos assistem nos horários que preferirem, e muito mais conteúdos e atividades para o estudante realizar e acompanhar sozinho.

A disponibilidade dos professores é outro fator que diferencia as aulas remotas do ensino à distância, já que no ensino remoto a tendência é uma disponibilidade diária, enquanto no EaD, o contato não é necessariamente em tempo real e junto com o restante da turma. Os cronogramas das aulas remotas também são mais flexíveis do que no ensino à distância, levando em consideração a aprendizagem de toda a turma.

O processo de avaliação das aulas remotas é focado nos conteúdos das vídeoaulas e no que foi passado pelo professor, enquanto no EaD, há a ideia de desenvolvimento mais individual de cada aluno, com mais material autoinstrucional, e por isso as avaliações são mais padronizadas de ano a ano, muitas vezes até sendo corrigidos de forma automatizada.