Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.380,49
    -948,51 (-0,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.315,27
    -368,28 (-0,82%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,41
    +0,14 (+0,27%)
     
  • OURO

    1.852,30
    -3,90 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    34.407,08
    +959,83 (+2,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    693,67
    +16,77 (+2,48%)
     
  • S&P500

    3.856,02
    +14,55 (+0,38%)
     
  • DOW JONES

    30.903,58
    -93,40 (-0,30%)
     
  • FTSE

    6.661,80
    -33,27 (-0,50%)
     
  • HANG SENG

    30.159,01
    +711,16 (+2,41%)
     
  • NIKKEI

    28.822,29
    +190,84 (+0,67%)
     
  • NASDAQ

    13.499,00
    +137,50 (+1,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6281
    -0,0239 (-0,36%)
     

Matrícula escolar 2021 - Quando voltam as aulas nas escolas públicas?

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
Agência Brasil

Ano novo chegando já causa expectativa pela volta às aulas, ainda mais com a pandemia do coronavírus que atrapalhou boa parte dos planos de 2020. A situação varia de cidade para cidade, de acordo com as medidas tomadas pelos governantes locais. No entanto, na maior parte do Brasil, a previsão de início das aulas para 2021 nas escolas públicas é no início de fevereiro, na primeira semana do segundo mês do ano, com a matrícula escolar acontecendo ainda em 2020.

Em boa parte do território nacional, ainda em 2020 foi retomada parte das atividades presenciais, mesmo que com uma porcentagem menor dos alunos nas salas de aula, acontecendo uma espécie de revezamento. O ensino remoto foi uma solução que ajudou e que deve continuar acontecendo em 2021, pelo menos por um período, para evitar que as salas estejam com lotações completas e aglomerações. Isso tudo até que haja uma campanha de vacinação contra a Covid-19 a qual a população tenha acesso.

O empecilho é que o Ministério de Educação (MEC) ainda não fez a homologação da permissão de estender o ensino online até dezembro de 2021, como foi aprovado por unanimidade pelo Conselho Nacional de Educação (CNE). Há pressão para que isso seja feito em breve, já que o ensino online é visto como importante para 2021 não só caso as escolas não possam receber 100% dos alunos logo no início do ano, mas também para complementar a parte da aprendizagem que ficou defasada com a perda de aulas por conta da pandemia do coronavírus.

O processo de matrícula para as escolas públicas dos principais estados brasileiros já foi iniciado, e em sua maioria, pode ser feito de maneira online, também visando evitar as grandes e tradicionais filas no início do ano em busca de uma vaga no ensino público. Além de evitar aglomerações, facilita a vida de quem busca fazer matrícula em uma escola pública em 2021.