Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.296,18
    -1.438,83 (-1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.889,66
    -130,39 (-0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,98
    +1,48 (+1,79%)
     
  • OURO

    1.793,10
    +11,20 (+0,63%)
     
  • BTC-USD

    60.183,61
    -926,96 (-1,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,34
    -49,69 (-3,31%)
     
  • S&P500

    4.544,90
    -4,88 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.677,02
    +73,94 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,40 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.804,85
    +96,27 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    15.324,00
    -154,75 (-1,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5808
    -0,0002 (-0,00%)
     

Evento online debate os desafios e respostas para as juventudes diante dos efeitos da pandemia do coronavírus

·2 minuto de leitura

RIO - A Fundação Roberto Marinho vai reunir especialistas em educação nesta quarta-feira para debater os desafios e as possíveis respostas para os resultados apresentados na pesquisa.

O evento, nomeado como “Classes Abertas”, será online, no Youtube do Canal Futura, às 17h, e abordará as questões políticas e estratégicas necessárias para tornar o enfrentamento da pandemia de Covid-19 menos agressivo para a educação.

Estarão presentes Wesla Monteiro, Presidente do Mapa Educação e Conselheira Nacional da Juventude; Vitor de Angelo, Presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed); Kleber Jeronimo da Silva, Estudante do Ensino Médio e Jovem Aprendiz (PE); André Sobrinho, Sociólogo e coordenador da agenda Jovem da Fiocruz; e Natália Di Ciero Torre Leme, da Fundação Arymax; com mediação de Bernardo Menezes, jornalista do Canal Futura.

Em 2020 e 2021, a fundação mapeou em parceria com Em Movimento, Fundação Roberto Marinho, Mapa Educação, Porvir, Rede Conhecimento Social, Unesco e Visão Mundial o impacto da pandemia para as juventudes nas dimensões educação, trabalho e renda, saúde e vida pública com a pesquisa “Juventudes e a Pandemia do Coronavírus (Covid-19)”, promovida pelo Conselho Nacional da Juventude (CONJUVE).

Em 2021, o estudo alcançou mais de 68 mil jovens, sendo 16.526 matriculados no Ensino Médio. A Fundação Roberto Marinho e a Rede de conhecimento Social apoiaram a elaboração de um relatório especial sobre os efeitos da pandemia para os jovens que estão no ensino médio.

De modo geral, os dados coletados são preocupantes, pois indicam um risco de aumento de abandono escolar, um impacto significativo no estado emocional dos estudantes e uma grande dificuldade de acesso a recursos financeiros por esses jovens.

No encontro desta quarta-feira, entre os principais assuntos debatidos, os participantes buscarão encontrar as melhores soluções para a retomada das aulas presenciais de maneira inteligente, entender qual o papel dos diferentes setores no enfrentamento da pandemia, quem são os jovens mais impactados, e como amenizar as consequências de saúde mental durante este período.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos